07 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Santa Catarina

Suspeito de matar mulher a tiros tentava fugir armado para Santa Catarina

Jair Verlei Schwantes, de 39 anos, preso por suspeita de ter assassinado a mulher Andreia Pereira Schwantes, de 37 anos, em Aral Moreira, a 402 quilômetros de Campo Grande, portava um revólver calibre 38 com quatro munições deflagradas e duas intactas. Ele tentava fugir para Santa Catarina.

A prisão foi realizada pela Polícia Militar Rodoviária na noite de terça-feira (18), por volta das 19h30, momentos após o crime. Segundo nota, os policiais avistaram o suspeito seguindo em uma Toyota Hilux pela rodovia MS-156, entre as cidades de Amambai e Tacuru.

Jair foi abordado e confessou o feminicídio sem detalhar os motivos que o levaram a matar a esposa. Além disso, alegou que pretendia chegar em Santa Catarina. Além do revólver e das munições, ele portava também nove cartuchos de calibre 38 e uma espingarda de pressão. Diante dos fatos, ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Amambai.

O caso

A comerciante Andreia Pereira Schwantes, proprietária de uma pizzaria, foi morta em seu estabelecimento na noite desta terça-feira (18) no Centro de Aral Moreira. Segundo informação, Andreia estava grávida e foi morta com cinco tiros. O suspeito pelo crime é o próprio marido da vítima, Jair, preso logo depois, no momento em que tentava fugir em uma caminhonete Toyota Hilux.