10 de maio de 2021
Campo Grande 32º 18º

Termos

Termos de afetação são firmados em prol da Coordenadoria-Geral de Perícias

A- A+

Nesta terça-feira (25), a Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD), a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP) e a Coordenadoria-Geral de Perícias firmaram três termos de afetação de uso de imóvel nas cidades de Campo Grande e Aquidauana. 

Os dois imóveis em Campo Grande estão situados no Bairro Universitário. O primeiro fica ao lado do IML, possui 12 hectares e será utilizado para a construção e adequação de uma Unidade da Coordenadoria de Perícias. Já o outro imóvel, próximo ao pátio da DEFURV, será utilizado para a construção e adequação de setores da Coordenadoria-Geral de Perícias. Enquanto que em Aquidauana, um lote de terreno com área de 15.625 metros quadrados será afetado para a construção da Unidade Regional de Perícias e Identificação do município.

Para o secretário responsável pela pasta que administra os imóveis pertencentes ao Estado, Roberto Hashioka, a integração entre as secretarias irá otimizar os serviços prestados à população. “Com as áreas disponibilizadas, a Coordenadoria-Geral de Perícias poderá providenciar os espaços físicos apropriados tanto para servidores quanto para os usuários”, avaliou Hashioka.

De acordo com a coordenadora-geral de Perícias, Glória Setsuko Suzuki, as áreas irão contribuir para a melhoria da prestação dos serviços. “Atenderemos da melhor forma o Judiciário, Polícia Civil e todos os órgãos. Sem contar que uma das áreas será destinada ao Instituto de Análises Laboratoriais Forenses (IALF), que é o responsável pelas análises de drogas, DNA e de todo material biológico”, revelou.

Os termos pactuados entre as secretarias preveem a cedência por tempo indeterminado. A assinatura dos documentos também foram acompanhadas pelo superintendente de Patrimônio e Transporte – SAD,  José Alberto Furlan.