21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

PROJETO DE LEI

Vereador propõe criação de núcleo para tratar transtornos psicológicos decorrentes da Pandemia

Segundo pesquisa IBGE divulgada em 2020 em Mato Grosso do Sul a Depressão atingiu mais mulheres e idosos no ano passado

A- A+

O vereador Victor Rocha (PP) apresentou na Câmara Municipal de Campo Grande um Projeto de Lei que autoriza o Poder Público Municipal a criar e implantar o Núcleo de Atendimento em atenção à Saúde Mental e Transtornos Psicológicos decorrentes da Pandemia da COVID-19 na Capital.

Segundo informações do vereador Victor Rocha, entre as atribuições do Núcleo está: prestar assistência aos cidadãos nas várias especialidades e subespecialidades que atuem em conjunto a psiquiatria e a psicologia, desenvolvendo ações de promoção, prevenção e recuperação no âmbito da saúde-mental dos cidadãos acometidos por síndromes do pânico, ansiedade, transtornos depressivos, entorpecentes e demais problemas mentais decorrentes da COVID-19.

Para o vereador, que é médico, o projeto de lei em questão tem por objetivo direcionar o atendimento das pessoas acometidas por doenças mentais ocasionadas pelo isolamento social, bem como, transtornos ocasionados pelo cenário que a pandemia ocasionou.

“Sabemos que a pandemia trouxe diversas consequências para o país, dentre elas a mudança radical de suas rotinas para se protegerem da contaminação. Decorrente disto, muitas pessoas desenvolveram doenças mentais, tais como síndrome do pânico, ansiedade”, enfatizou.

A ideia da propositura é atender vítimas em ambiente exclusivo ou via videoconferência, com profissionais que também tenham passado por treinamento especifico e com abordagem direcionada ao cenário atual, bem como os familiares que se encontrarem em situação similar em detrimento da doença.

Por fim, é evidente que, com a melhoria na qualidade do atendimento das vítimas à saúde mental decorrentes a pandemia, estaremos contribuindo para melhora de todo Sistema de Saúde do nosso município.

Segundo pesquisa IBGE divulgada em 2020 em Mato Grosso do Sul a Depressão atingiu mais mulheres e idosos no ano passado. Deixando o estado em 8º lugar no país, com maior índice da doença.

Foi estimado que 199 mil (10,1%) das pessoas de 18 anos ou mais em Mato Grosso do Sul, receberam diagnóstico de depressão. A maioria dos casos, foram as mulheres com 15,1%, contra 4,3% dos homens. A faixa etária com maior proporção foi a de 75 anos ou mais de idade (12,4%), enquanto o menor percentual foi obtido na de 18 a 29 anos (6,5%).

“Essa pesquisa reforça a necessidade de cuidarmos da Saúde Mental de nossa gente, visto que tanto mulheres, quanto idosos acima de 75 anos são os que mais sofrem com a depressão. Esses dados já são reflexo da pandemia, que tem deixado principalmente os idosos longe de suas famílias e as mulheres preocupadas com o futuro de sua família. Nós enquanto poder público temos que ajudar”, finalizou Victor Rocha.

O projeto de Lei segue em tramitação na Casa, porém o vereador Dr. Victor Rocha conta com os pares e com o prefeito Marcos Trad para sancionar e implantar o Núcleo de Atendimento.