24 de julho de 2021
Campo Grande 33º 17º

CONTROLE DO FOGO

Vídeo: Polícia encontra sucuri de 5,5 metros "torrada" pelas chamas no Pantanal

O fogo que devastou 3,7 mil hectares foi controlado ontem e durante o rescaldo em solo neste domingo a equipe achou a serpente

A- A+

A Polícia Militar encontrou uma sucuri de 5,5 metros morta em meio às cinzas em um banhado atingido pelo fogo no Rio da Prata, região próxima ao município de Bonito em Mato Grosso do Sul.  

Vídeo feito pela equipe de Bombeiros mostra a serpente morta. A equipe relatou a triste cena nas redes sociais. "Capitão Valdeck do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul e sua equipe se depararam com essa cena lamentável. Compartilhe para que mais pessoas possam se conscientizar sobre os prejuízos para a fauna", pedem na publicação.   

Veja o vídeo abaixo:

 

SEGUINDO OS TRABALHOS

Ainda nesta tarde de domingo, o comandante da Operação Panemorfi, disse que a área reconhecida afetada pelo fogo é de três mil e setessentas hectáres. Veja o comunicado abaixo: 

PONTO DO INCÊNDIO 

Fogo teve início dia 7 de julho. Fogo teve início dia 7 de julho. Foto: CBM-MS 

Apesar de ser cedo para comemorar, hoje (11) o Comandante da Polícia Militar Ambiental de Bonito foi informado pelo ICMBio, de que os focos estavam todos controlados no banhado do Rio da Prata. Porém, como a seca é extremamente forte, não há como se descuidar do local.

Assim que a PMA foi acionada devido ao foco de incêndio no dia 7, às 12h00, foi ao local e identificou o ponto inicial do incêndio e imediatamente realizou os trabalhos de preservação do local com a confecção do boletim de ocorrência e o acionamento da perícia técnica.

Quando a equipe da PMA chegou, o produtor rural já se encontrava com suas equipes de funcionários com caminhão pipa e tratores tentando controlar o incêndio, contudo, mesmo assim, o fogo ainda se propagava. Neste interim, a PMA acionou o Corpo de Bombeiros, o ICMbio e o órgão de gerenciamento ambiental estadual. O Comandante de Bonito manteve durante todo o tempo de duração do incêndio, viaturas e Policiais de Bonito, inclusive, efetivo policial da subunidade de Jardim, apoiando os trabalhos.

Os Policiais trabalharam no sentido de preservação do local, apoio a localizar e identificar possíveis causas do incêndio, realização de aferições e mensurações da área atingida, identificando melhores pontos para chegar às frentes de combate, além de prontidão para possíveis resgates de animais feridos. Com os focos controlados, as equipes da PMA estão trabalhando para medir a área atingida. Ao menos três propriedades rurais foram afetadas e uma pequena fração do Parque Nacional da Serra da Bodoquena. A PMA calcula que já tenham sido atingidos 6.000 hectares de área. As equipes continuarão na área para prevenir o possível surgimento de novos focos e mensuração exata da área afetada.

De qualquer forma alguns pontos positivos no meio da degradação do fogo aconteceram. “No primeiro dia de incêndio encontramos um filhote de cervo perdido e desorientado, logo depois avistamos a mãe com as patas parcialmente queimadas. Devolvemos o filhote à mãe e não sabemos o que aconteceu com eles. Hoje durante o monitoramento a equipe avistou essa mãe com seu filhote. Não sabemos se são os mesmos do primeiro dia, mas estamos felizes por esses estarem bem”. (Funcionário do ICMbio ao Capitão Ferraz – Comandante da PMA de Bonito).

O Comandante da PMA de Bonito, Capitão Ferraz, continua com os trabalhos de prevenção ambiental que estão sendo executados dentro da OPERAÇÃO PROLEPSE de prevenção aos incêndios e as vistorias no Banhado do Prata continuarão.