MS Notícias

sbado, 04 de julho de 2020

Decreto

Vigilância e PM fecham comércio de ‘jogo de azar’ e 4 são autuados por infringir decreto

Homens foram questionados e negaram jogo “a valer”, mas polícia encontrou máquina de cartão

Por: Midiamax30/06/2020 às 17:44
ComentarCompartilhar

Quatro homens foram autuados na tarde desta segunda-feira (29), por infringirem decreto municipal que proíbe aglomeração de pessoas por conta da pandemia de coronavírus. Eles estavam em uma casa, onde ocorriam jogos de azar – local que foi fechado pela Vigilância Sanitária e Polícia Militar. O caso foi registrado na cidade de Rio Brilhante, a 158 quilômetros de Campo Grande.

A polícia chegou ao local – na região central da cidade -, após denúncias de aglomeração. Equipes de fiscalização, com apoio da Polícia Militar foram até a residência, onde flagraram quatro homens jogando baralho em um cômodo nos fundos da casa.

De acordo com o Rio Brilhante em Tempo Real, os homens foram questionados e negaram que estivessem jogando “a valer”, e disseram que apenas “passavam tempo”, porém foi verificado em cima da mesa uma maquininha de cartão.

Os homens, com idades entre 49 e 62 anos, entre eles o proprietário do imóvel, irão responder descumprirem o decreto municipal em vigência desde o último dia 26, que proíbe aglomeração a fim de conter a proliferação do novo coronavírus (Covid 19) em Rio Brilhante.

O caso foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante para as devidas providências. O proprietário do imóvel poderá responder ainda por contravenção penal.

Deixe seu Comentário

TV MS

22 de junho de 2020
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil
Pagamentos pelo WhatsApp já estão disponíveis no Brasil

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma