31 de outubro de 2020
Campo Grande 26º 18º

Bombeiros, PM e PMA participam de treinamento de elite em Anaurilândia

Desde a manhã da última terça feira (18), o comando do Corpo de Bombeiros de Nova Andradina realiza uma ação de treinamento envolvendo a Força Tática da Polícia Militar, Policia Militar Ambiental (PMA), bombeiros de várias partes do Estado, além de socorristas dos estados de São Paulo e Paraná. O evento, que terminou nesta quinta-feira (20), ocorreu às margens do Rio Paraná, nas proximidades dos ranchos existentes no município de Anaurilândia.

189781_30586_47769Participaram da ação, homens de Campo Grande, Dourados, Naviraí, Ivinhema, Batayporã, Anaurilândia, Bataguassu, entre outras cidades. De acordo com o Major Matos, organizador do treinamento, a finalidade da ação é qualificar as principais forças de atendimento à população para que, em caso de ação conjunta, todos tenham noções de resgate, embarque e desembarque de vítimas por terra, água e ar. Um helicóptero da Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo (CGPA) de Mato Grosso do Sul foi utilizado durante as instruções.

Na água, o treinamento foi ministrado por dois agentes da Marinha do Brasil. Cerca de 40 alunos desenvolveram atividades tanto durante o dia quanto à noite, em circunstâncias boas e adversas. Eles tiveram a oportunidade de conduzir embarcações e operar os instrumentos aquáticos. Mesmo com a presença de participantes que nunca desempenharam algumas das funções abordadas, nenhum acidente foi registrado. Outros equipamentos de alta tecnologia e novas técnicas de salvamento foram discutidos e demonstrados.

Nas aulas teóricas, o foco se concentrou em possíveis ocorrências que solicitem utilização de navio ou o helicóptero. Todos realizaram tarefas de sinalização, protocolos de resgate com uso específico de aeronave e também embarque de vitimas. "Nossa intenção é que, ao receber qualquer tipo de solicitação, tenhamos condições de atuar. No caso, por exemplo, da uma queda de aeronave, temos uma força tarefa com noções de como atuar em casos extremos", avalia Major Matos.

 Um acidente ocorrido no final de 2013 na rodovia BR-267, em Nova Andradina e que vitimou 11 pessoas da cidade de Três Lagoas, foi tomado como exemplo. Naquele dia, se as vítimas, que estavam em grande número, estivessem feridas, com possibilidade de resgate, uma aeronave poderia ser solicitada, uma vez que, o Estado possui duas semelhantes à que foi utilizada no treinamento.

"Minha tropa, que já é qualificada e tem realizado um bom trabalho, se enriqueceu com treinamento. Estas ações beneficiam o povo de nossa região, além de alinhar as ações entre policiais e bombeiros", comemora o major. Durante a noite, instrutores da Capital realizaram ainda instrução na mata, com equipamento de GPS. Os alunos percorreram cerca de 10 quilômetros, passando por pontos pré-definidos. A atividade abordou ações de resgate em matas fechadas e também foi considerada um teste de resistência.

Luiz Fernando Rolon, coronel bombeiro do que atua no CGPA, avalia que essas instruções dão mais afinco nas ações imediatas com o uso do helicóptero. De acordo com Rolon, a união entre os estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso de Sul em realizar as atividades conjuntas é algo notável e digno de reconhecimento. "O treinamento promove a otimização da máquina o que, com certeza, faz diferença. O protocolo entre quem opera a aeronave e quem atua em terra firme deve estar perfeitamente. Essa união é excepcional", disse.

A CGPA foi criado em 2008 e, de acordo com o Governo do Estado, como Unidade Integrada de Segurança Pública constituída por servidores de carreira da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e estatutários designados pelo Secretário de Estado. O 3º SGB de Nova Andradina é o primeiro quartel a realizar o treinamento que, nas palavras dos participantes foi descrito como "de elite" diante da estrutura montada durante os três dias de evento.

 Nova News