19 de setembro de 2021
Campo Grande 38º 25º

Caminhoneiros liberam rodovias estaduais, mas BR-267 ainda está bloqueada

A- A+

O bloqueio de rodovias estaduais e federais continua nesta terça-feira (10) em Mato Grosso do Sul. Segundo PRF (Polícia Rodoviária Federal), cerca de dez caminhões estão parados no KM 479 da BR-267, em Jardim.

No local, apenas caminhões de cargas são impedidos de trafegar, carros de passeio, ônibus e demais veículos estão sendo liberados pelo manifestantes. O protesto começou há pouco e deve terminar por volta das 18 horas, segundo PRF.

Há ainda paralisação na BR-267 no KM 364 em Maracaju, que teve início às 6 horas desta terça-feira (10) com fila formada por cerca de 150 carretas. Em Ponta Porã, na BR-463, a paralisação também continua e segundo informações da imprensa local, a fila de caminhões parados chega a quatro quilômetros.

Já nas rodovias estaduais, os caminhoneiros deram uma trégua nos bloqueios que ocorriam na rodovia MS-134 em Nova Andradina, e na MS-276, em Batayporã, nas proximidades do Posto Tigrão, saída para Anaurilândia. De acordo com os manifestantes o desbloqueio deve durar algumas horas. Eles afirmam que as rodovias serão bloqueadas novamente.

Movimento no Brasil

O movimento de caminhoneiros que pedem renúncia da presidente Dilma Rousseff (PT) ganhou adesão nesta segunda-feira (9) de parte da categoria em Mato Grosso do Sul. Nesta terça-feira (10), duas rodovias estaduais continuam bloqueadas.

A MS-134, em Nova Andradina, e a MS-276, em Batayporã. Segundo os trabalhadores no setor do transporte, que se aglomeram nos locais, eles passaram a noite nas rodovias e o movimento deve seguir por tempo indeterminado.

Os caminhoneiros permitem apenas passagem de ônibus de linha, carros de passeio e ambulâncias. Caminhões e carretas são impedidos de trafegar e congestionamento se formou nas duas rodovias. Em todo Brasil, há bloqueios nos estados de Paraná, Minas Gerais, Santa Catarina e Porto Alegre.