24 de julho de 2024
Campo Grande 31ºC

ECONOMIA

Com 8 mil habitantes, cidade vai receber fábrica de celulose de R$ 28 bilhões

O projeto da empresa chilena Arauco traz expectativas e preocupações à gestão municipal de Inocência, em Mato Grosso do Sul

A- A+

A cidade de Inocência, em Mato Grosso do Sul, fica a 330 km de Campo Grande, tem 8.404 habitantes e é uma das menos densamente povoadas do Brasil. Apesar disso, o município está prestes a passar por uma transformação significativa: ele será a sede da nova fábrica da Arauco, uma grande empresa chilena de celulose.

A terraplanagem está programada para começar no segundo semestre, com as obras previstas para o início de 2025. O projeto, avaliado em R$ 28 bilhões, traz expectativas e preocupações.

Recentemente, o prefeito de Ribas do Rio Pardo, João Alfredo Danieze (PT), compartilhou sua experiência com a instalação da fábrica da empresa Suzano. Em 2021, a cidade de 21 mil habitantes, recebeu um influxo de 6 mil a 7 mil pessoas.

O impacto foi significativo, com aluguéis que subiram de R$ 700 para R$ 2,5 mil. Foram construídos campos de futebol para os operários. A população cresceu de 23 mil para 35 mil, o que exigiu mais policiamento, médicos e programas de assistência social em parceria com a Suzano.

Apesar dos relatos, o prefeito Antônio Ângelo Garcia dos Santos, conhecido como Toninho da Cofapi (PP), está otimista sobre o crescimento da cidade e busca garantias para evitar uma "invasão" de trabalhadores temporários em Inocência.

A meta é impedir que a infraestrutura ao redor do canteiro de obras sobrecarregue o sistema de saúde e cause uma crise imobiliária.

DESAFIOS ADMINISTRATIVOS E ECONÔMICOS

O professor de arquitetura e urbanismo da PUC Campinas, Fabio Muzetti, destaca a necessidade de políticas públicas para lidar com a pressão e o aumento dos custos. 

Gustavo Fernandes, professor de administração pública da FGV, reforça que ter muito dinheiro de repente é diferente de ser rico e menciona o exemplo do Rio de Janeiro, que recebeu R$ 11,3 milhões em royalties do pré-sal, mas ainda enfrenta crises financeiras.

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução/ Internet

INDÚSTRIA DE CELULOSE E INVESTIMENTOS

A indústria de celulose precisa de grandes espaços de terra para florestas e atrai megainsvestimentos para pequenos municípios fora das capitais. O Brasil tem 53 companhias de celulose em operação, com Mato Grosso do Sul como o segundo maior exportador.

Em 2022, o Estado embarcou 4,46 milhões de toneladas, o que representou 18,2% do faturamento nacional com celulose.