01 de maro de 2021
Campo Grande 33º 21º

Amambai

Com janela partidária, PTdoB e PROS perdem representação na Câmara Municipal

Termina no dia 2 de abril o prazo para desfiliação partidária de vereadores de todo Brasil que pretendem disputar reeleição este ano. Entretanto, há poucos dias do final do prazo da janela partidária, a maioria dos parlamentares que pretendiam mudar de partido já escolheram novas legendas alterando composição das Câmaras Municipais. 

Este é o caso do município de Amambai - distante 350 quilômetros de Campo Grande - onde partidos tradicionais como PT, DEM e PMDB voltaram a ocupar cadeiras na Casa de Leis após "janela." Por outro lado, partidos como PTdoB, PV, PROS e PSB perderam representantes na Câmara.

O PSB, por exemplo, perdeu os vereadores Anílson Prego que se filiou ao PT e Ailton Salgado Rosendo, que migrou para o PR. Já o PR perdeu o vereador Luiz Fernando Fischer que se filiou ao PSDC.

Outra mudança foi a desfiliação do vereador Jaime Bambil Marques, ex-presidente da Casa, que trocou PTdoB pelo PMDB. Outro vereador a deixar o PTdoB foi Ilzo Victor Arce, mais votado nas eleições de 2012 em Amambai, que se filiou ao Solidariedade.

O PT, por sua vez, ganhou uma cadeira na Câmara, com retorno do vereador Anílson Rodrigues de Souza, o “Prego”, ao partido. Ele estava filiado ao PSB, que possui agora apenas um vereador Ailton Salgado Rosendo, o “Professor Ailton”.

O DEM ganhou dois vereadores de uma só vez, Valter Brito da Silva e Roberto Peres, o “Sangue Bom”, ambos do PROS, que à exemplo do PTdoB, tinha duas cadeiras e agora ficou sem representante na Câmara Municipal.

Por fim outro partido que tinha vereador, mas acabou perdendo a cadeira na Câmara de Amambai foi o PV. O único vereador da sigla, Luciney Bampi, anunciou na noite dessa sexta-feira (18) desfiliação do partido para ingressar no PSC. Luciney é pré-candidato a prefeito de Amambai este ano.