19 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Conselho de Saúde de Dourados convoca reunião e quer explicações por fechamento do HC

A- A+

Foi convocada para a próxima segunda-feira, pelo Conselho Municipal de Saúde uma reunião, às 9h, para buscar explicações sobre o impasse envolvendo o Hospital Evangélico e o CTC (Centro de Tratamento do Câncer), empresa terceirizada que realiza os atendimentos na ala de oncologia do Hospital do Câncer.

Segundo o site Dourados News, o documento foi encaminhado para as partes envolvidas, com cópias aos ministérios públicos Federal e Estadual.

“Queremos uma explicação sobre o que realmente acontece, porque desta maneira não dá para ficar, quem sofre é a população. Se os recursos estão chegando, para onde vão? O objetivo desse dinheiro não está sendo atingido”, disse a presidente do Conselho, Berenice de Oliveira Machado.

O CTC, desde a última quarta-feira (7), encontra-se fechado para novos atendimentos. Segundo um dos diretores da empresa, Mario Eduardo Rocha, o HE recebeu e não realizou os repasses de quase R$ 900 mil referentes aos pagamentos do SUS (Sistema Único de Saúde) e planos de saúde.

Outro questão, seria a falta de medicação, o que também colaborou para o impasse da abertura dos novos procedimentos, já que a farmácia da oncologia encontra-se vazia.

O HE rebateu as acusações por meio de um ofício encaminhado para o próprio CTC, dizendo que a suspensão dos atendimentos foi desnecessária, já que no local existem remédios suficientes para no mínimo, mais cinco dias, além afirmar que os repasses não estão atrasados.

Segundo Berenice, será necessária a intervenção do município para que o problema seja sanado.

“A prefeitura vai ter que intervir nesta situação. O correto seria acabar com a terceirização destes serviços, mas como ainda não é possível, a administração deve por fim a essa questão. Se o dinheiro chega para o fim específico, ele deve ser utilizado para o mesmo. Os atendimentos não podem parar”, finalizou a presidente.

Leide Laura Meneses