22 de junho de 2021
Campo Grande 29º 16º

Corumbá reduziu crimes e alcançou este ano equilíbrio na segurança pública

A- A+

O município de Corumbá alcançou este ano equilíbrio na segurança pública e reduziu significativamente os crimes que mais impactam a sociedade, que são os cometidos contra a vida e o patrimônio. É o que mostram os dados divulgados pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul).

Por conta do bom desempenho da segurança pública, o titular da DRP, delegado Evandro Corredato, bem como todos os policiais civis que desenvolveram trabalho de excelência junto à sociedade, serão elogiados pelo secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini. O elogio será extensivo também ao comandante da Polícia Militar do município, tenente-coronel Joilson Queiroz Santana, e aos integrantes do efetivo do 6º Batalhão da Polícia Militar que se destacaram nas funções.

“Por estar na fronteira seca com a Bolívia, o município de Corumbá tem peculiaridades diferenciadas de outros municípios, mesmo assim, foi a única cidade do Estado a conseguir o feito de manter o equilíbrio na segurança e reduzir todos os índices criminais, isso é motivo de orgulho não só para a Polícia Civil, mas para a segurança pública como um todo”, diz o delegado Corredato.

A queda dos índices em Corumbá é resultado do programa estratégico de redução da criminalidade implantado no Estado no início de 2007, com metas entre 6 e 8%. De acordo com o balanço divulgado pela Sejusp no início deste mês, em 2007 os crimes com morte em todo Estado apresentaram taxa de 42,2 por 100 mil habitantes, enquanto que em 2014 o índice foi de 37,4, apresentando redução de 11,3%. Na Capital, para o mesmo tipo de delito, a queda foi de 34,2%. Em 2007, a taxa por 100 mil habitantes era de 41,3 e, neste ano, passou para 27,2.

Os homicídios dolosos também apresentaram redução, tanto na Capital como no interior. Em 2007, no Estado, a taxa era de 24 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes, enquanto que em 2014 passou para 20,8, representando queda de 13,2%. Na Capital, percebe-se uma diminuição ainda maior neste tipo de crime, passando de 24,2 homicídios por 100 mil habitantes para 16, contabilizando uma redução de 33,8%. Com relação às elucidações deste tipo de delito, o relatório apontou que somente este ano, dos 503 homicídios dolosos registrados no Estado, 64% foram esclarecidos.

Leide Laura Meneses com assessoria