16 de abril de 2021
Campo Grande 32º 20º

ALERTA CLIMÁTICO

Devastado pela chuva, Corguinho terá mais 20 dias de tempestades

A chuva no município começou na madrugada da última terça-feira (16) e causou grandes estragos na cidade

Ainda sob efeito da chuva do dia 16 de fevereiro, o município sul-mato-grossense de Corguinho, a 100 km de Campo Grande, mesmo em situação de emergência vigente efrentará mais 20 dias de tempestades. A estimativa é do Portal do Tempo Um Negócio IBM, desta quarta-feira (24.fev).

A prefeitura adotou medida de emergência em razão das fortes chuvas que alagaram casas, carros e derrubou pontes que ligam a região rural da cidade ao perímetro urbano.

A chuva no município começou na madrugada da última terça-feira (16) e causou grandes estragos na cidade. Mais de 250 pessoas seguem isoladas há mais de dois dias, por causa da queda de três pontes. Outras 3 pontes ficaram intransitáveis. 

Conforme o IBM, nesta 4ª-feira (24) já haverá tempestades ema regiões esparsas aos arredores da ciadade a mínima por lá é de 23°C e a máxima de 34°C. Os ventos no sentido Norte vão de 10 a 15 km/h. Há 60% de chances de chuva ainda hoje, conforme abaixo: 

Previsão do tempo em Corguinho (MS)

ORIENTAÇÕES 

A Coordenadora do Centro de Monitoramento do Clima de MS, Franciane Rodrigues emitiu algumas recomendações caso as pessoas passam por evento chuvoso semelhante ao do dia 16 de fevereiro em Corguinho:  

Em caso de ventos fortes: Não estacionar embaixo de árvores, placas de propaganda e torres de transmissão, pois há risco de queda.

Em caso de chuvas fortes: Jamais permita que alguém suba nos telhados após a chuva, há risco de queda; não enfrente pontos de alagamentos ou enxurradas temporárias, procure rotas alternativas; se estiver no trânsito, procure lugar seguro e espere a chuva passar. Caso não conseguir, dirija sempre devagar, acenda farol baixo, mantenha distância de veículos a sua frente.

Em caso de raios: Evite estar em local aberto; não se abrigue embaixo de árvores; não esteja próximo a cercas de metal; esteja calçado; desligue eletroeletrônicos da tomada; não fique em pontos altos como morros ou topos de prédios; não se abrigue embaixo de estruturas metálicas.

Em caso de granizo: Colocar papelão para forrar por dentro o para-brisa do carro. Isso evita que, em caso ocorra quebra do vidro por granizo, os cacos machuquem ocupantes. Após a chuva de granizo, o piso fica escorregadio, recomenda-se cuidado ao se deslocar.

Em caso de elevação em nível de rios: Desligar todos os equipamentos das tomadas para evitar curto circuito ao retornar a energia e, se houver necessidade, dispor os equipamentos em local mais alto possível, para preservá-los intactos e secos, evitando sua perda devido a entrada de água em seus circuitos internos. Caso as paredes ainda estejam úmidas, você não deve manter contatos com elas e nem com tomadas instaladas em áreas externas ou que sirvam para equipamentos em ambiente externo como áreas de serviços e garagens.

Em caso de inundação: mesmo que a rede elétrica local seja desligada, deve se evitar subir em postes ou torres para se proteger da inundação, pois estes locais podem ainda estar energizados e causar graves acidentes. Desligue aparelhos e não se aproxime da rede elétrica.

 

Leia também

• PMA de Miranda e Defesa Civil trabalham no resgate de famílias atingidas por enchentes

• Vídeo mostra córrego destruindo tudo, pessoas tentam atravessar enchente

• Defesa Civil estadual vai hoje para Corguinho, após destruição deixada por enchente