10 de abril de 2021
Campo Grande 35º 20º

Política

Em campanha pela reeleição, prefeito de Itaporã é reconduzido ao cargo

Depois de cinco meses afastado, o prefeito Wallas Milfont (PDT), de Itaporã, obteve do Judiciário a sentença que lhe assegura o direito de reassumir o cargo. Ontem (quarta-feira, 28), por dois votos a um, o Tribunal de Justiça acolheram o agravo de instrumento, no mérito, em que a defesa de Wallas aponta as razões para o recurso. Ele é candidato à reeleição e está em campanha, já que seus direitos políticos não haviam sido suspensos.

Wallas tem como principal adversário o ex-prefeito Marco Antonio Pacco (PSDB). Faltam apenas alguns procedimentos de ordem burocrática no TJ-MS para ser definida a data de reintegração do mandato ao seu titular. Durante o período em que ficou afastado, Wallas foi substituído pela vice-prefeita Jacinta Reis Cordeiro (PR), que é mulher do ex-prefeito Antonio Cordeiro e apoia Pacco.

O CASO

A pedido do Ministério Publico Estadual, no dia 20 de abril deste ano o juiz Raul Ignatius Nogueira sentenciou Walçlas a um afastamento administrativo de 180 dias. O MPE havia denunciado o prefeito de direcionar um processo licitatório em 2014. A licitação sequer foi consumada e Wallas recorreu, inclusive ao Tribunal de Contas. E a primeira vitória na luta para provar sua inocência aconteceu com a decisão da 1ª Inspetoria de Controle Externo do TCE, cujo parecer comprovou a regularidade dos atos do prefeito