14 de junho de 2021
Campo Grande 27º 13º

Reabilitação

Hortaliças produzidas em presídio reforçam alimentação em entidades

O espaço “Horta Verde Vida” foi criado há dois meses pra ajudar na reabilitação dos presos

A- A+

Pessoas portadoras do vírus HIV, famílias carentes e crianças com deficiências físicas e mentais, de duas organizações não governamentais (ONGs) do município de Corumbá foram as primeiras a receber as hortaliças cultivadas pelos internos na horta do Estabelecimento Penal de Regime Semiaberto, Aberto e Assistência ao Albergado de Corumbá (EPRSAAAC).

Criado há dois meses por iniciativa da direção da unidade, o espaço “Horta Verde Vida” conta com o apoio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen). Ao todo, 35 maços de alfaces, salsa, rúcula e coentro foram destinados para reforçar a alimentação de famílias de baixa renda.

Para o diretor do presídio, Domingos Sávio de Arruda, ações que aumentam o contato da sociedade com o presídio ajudam a desmistificar o preconceito com a pessoa privada de liberdade, dando oportunidades concretas de reabilitação.

“Tudo está se concretizando graças à união de esforços de diferentes parceiros, e a intenção é aumentar o cultivo para gerar oportunidades de trabalho aos custodiados e beneficiar ainda mais a comunidade com as doações”, destaca Domingos.

Inicialmente, foram plantados 14 canteiros e todos os insumos como adubos, semente e mudas são provenientes de doações de instituições locais. Na horta, dois internos executam os trabalhos de plantio e manutenção e recebem a remição de um dia da pena a cada três de serviços prestados, direito garantido pela Lei de Execução Penal.