05 de dezembro de 2021
Campo Grande 33º 23º

Aquidauana

Mulher fica quase nua para entrar em agência bancária

A- A+

Zenilda Duarte Paulino, de 52 anos, ficou revoltada ao ser barrada pelo detector de metais e acabou tirando toda roupa ao tentar passar pela porta giratória da agência do Banco do Brasil. O caso aconteceu na manhã de hoje (18) em Aquidauana.

Zenilda disse que não conseguiu passar pelo detector de metais sem que o aparelho apitasse, mesmo retirando a maioria dos objetos e acessórios que levava na bolsa. Ela, que estava na agência para trocar um cheque, explica que chegou a despejar os materiais sobre o balcão, mas novamente foi impedida de entrar com a bolsa.

"Foi vergonhoso e humilhante, eu, uma mulher de 52 anos, que moro aqui e sou conhecida por todos, ter que expor o meu corpo desta maneira, ficando de calcinha e sutiã. Mas eu fiquei muito nervosa diante do tratamento ríspido dos seguranças, e essa foi a única atitude que consegui pensar em tomar na hora, tirar a roupa", conta.

Os seguranças ameaçaram chamar a polícia, mas a mulher não vestiu a roupa. Zenilda Duarte também reclamou que, ao trocar o cheque, ainda recebeu o valor correspondente ao troco de forma errada.

"Quando eu saí lá fora, comecei a chorar bastante, na hora nós nem pensamos em chamar um advogado", relata. A Polícia Militar foi ao local, ajudou a mulher a se vestir e tentou tranquilizá-la. Ela explicou ter ficado com medo de deixar sua bolsa do lado de fora, por ser um horário com muito movimento e por não haver ninguém que pudesse cuidar.

Ação 

A advogada de Zenilda Duarte, Letuza Becker Vieira, condena totalmente a forma como a sua cliente foi tratada na agência bancária.

"Vamos tomar as medidas judiciais cabíveis, pois este tipo de desmazelo do banco não pode ocorrer com o seu consumidor, isto é uma falta de respeito. Mesmo ela não sendo correntista, mas ela é uma consumidora e foi lá para trocar um cheque, portanto, é uma falta de respeito”, diz a advogada.

Letuza ressalta que o objetivo não é enriquecer às custas do banco, mas lutar para que esse tipo de situação não volte a acontecer. “Isto é a típica falha de prestação de serviços, falha no atendimento do banco”, acrescenta.

O Banco do Brasil está ciente sobre o caso e deve emitir nota de esclarecimento ainda hoje.