26 de outubro de 2021
Campo Grande 29º 17º

JARDIM | AFOGAMENTO

Vanderlei tenta desenroscar linha e 'some' em Rio; 'achado após 15h de buscas'

Vítima era conhecida pelo apelido carinhoso "Fininho" e estaria em pesqueiro com família

A- A+

O corpo de Vanderlei Dias Aguirre, de 48 anos, foi achado no início do dia desta segunda-feira (27.set.21), horas após o homem ter suspostamente ter se afogado ao tentar atravessar o Rio Miranda a nado para 'liberar uma linha enroscada'. A polícia trata ao caso como morte a esclarecer. 

De acordo com o registro de ocorrência, o rapaz estava com a família no Pesqueiro São José, em Jardim (MS), onde passaram a manhã juntos, pescando e tomando Sol às margens do Rio Miranda. Às 10h, diz um relato da esposa, a vítima entrou na água com a inteção de atravessar o Rio para liberar uma linha que ficou enroscada, após cruzar e estar no meio do leito do rio teria gritado aos amigos pedindo socorro. Amigos tentaram alcançar um bambu para que Vanderlei se agarrasse, porém, ele acabou se afogando, desaparecendo nas águas.  

Mergulhadores do Corpo ade Bombeiros foram chamados e buscas começaram ainda às 14h de ontem, mas o corpo do homem foi encontrado na manhã desta segunda.

A perícia da Polícia civil esteve no local encaminhado o corpo para o Instituto Médico Legal (IML) em Jardim e será liberado para o velório na Pax da Av. Mato Grosso no período da tarde desta segunda. O sepultamento em horário a ser informado.

DESPEDIDAS 

Trabalhador da construção civil e Jardim. A vítima era conhecida pelo apelido carinhoso "Fininho". Amigos e familiares se referem assim à Vanderlei ao darem  adeus nas redes sociais. 

O perfil Emily Carmen escreveu: "(sic) Que Deus conforte sua família nesse momento! Que notícia triste, trabalhava no ramo da construção civil, era o construtor do meu pai, construiu minha casa e era cliente fiel do supermercado da minha família! Descanse em paz Fininho".  

OUTRO CASO 

É o segundo afogamento no Rio Miranda, no município de Jardim em uma semana. No domingo (16.set.21), Bruno Antônio Areco Rocha, de 16 anos, morreu após entrar em um poço, em determinado trecho do rio, e não conseguir sair. Ele estava com amigos na hora do acidente.