12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Vereador pede impeachment do prefeito Aluizio

A- A+

O vereador Johnny Guerra Gai (PMDB), na ultima na sessão de terça-feira (28), pediu o impeachment, do Prefeito Aluizio São José (PSB). Para o Vereador, o prefeito não cumpre a lei de responsabilidade fiscal, que determina a prestação de contas quadrimestral, que deveria ter sido realizada em audiência publica. Fundamentou ainda que falta transparência, nos atos do executivo municipal, prejudicando os trabalhos do legislativo e desrespeitando o povo, que paga os impostos e não sabe como está sendo aplicado o dinheiro publico.

Durante a sua fala na Tribuna da Câmara, convocou os colegas vereadores para fiscalizar mais de perto o poder executivo. Inúmeras denuncias e vários Inquéritos foram abertos pelo Ministério Público Estadual que estão sendo investigados. “Nós somos 13 vereadores e povo nos elegeu para fiscalizar e esse é o nosso papel”. Disse o vereador Guerra Gai.

Outra denúncia mencionada foi a de um funcionário da Secretaria Municipal de Obras, com uniforme da prefeitura municipal de Coxim, que foi flagrado pelo vereador, pilotando uma retroescavadeira, na construção de uma piscina de particular, no centro da cidade, que não se sabe se a maquina era da prefeitura, mas precisa ser investigado.

Diante da presença do vereador fazendo o registro fotográfico do “cabrito”, gíria que denomina este tipo de prática, que usa funcionário e equipamento público para auferir vantagem políticas ou financeiras. Após ser flagrada essa situação duvidosa pelo vereador Johnny, não foi mais visto, nem o maquinário e nem o funcionário. Caracterizando fato duvidoso.

O único parlamentar que defendeu o atual prefeito, foi o Vereador Vilmar Vendruscolo (PT), dizendo que “não vê motivos para pedir o impeachment do prefeito, uma vez que existem coisas boas acontecendo no município”.

Em outro aparte, o Vereador Johnny retrucou Vilmar Vendruscolo, reafirmando que existem motivos de sobra para abrir uma Comissão Parlamentar de Investigação (CPI), e que o impeachment seria conseqüência dessa investigação, e que essa é uma obrigação do legislativo. Disse ainda que o legislativo é o poder que representa verdadeiramente o povo, e que foi para isso que fomos eleitos, lembrando que uma das suas principais funções do legislativo é fiscalizar o executivo.