06 de dezembro de 2021
Campo Grande 34º 23º

Agentes Penitenciários são mantidos reféns em presídio do Pará

A- A+

Quatro agentes penitenciários estão sendo feitos reféns no presídio de Redenção, sudeste do Pará. 

Segundo as primeiras informações, os presos reclamam das más condições da carceragem e teriam iniciado a rebelião, ainda na noite desta quinta-feira (23), quando dois presos voltavam de atendimento médico e  renderam os agentes. 

Durante a madrugada, o clima ficou tenso e vários colchões foram incendiados.  

Uma equipe do Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar estão no local. Representantes da OAB também acompanham as negociações. 

Leia na íntegra a nota divulgada pela Susipe:

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) informa que quatro agentes prisionais são feitos reféns por 19 internos do Centro de Recuperação de Redenção (CRR), sudeste paraense. O motim começou por volta das 21h de ontem, depois que um detento da cela 12 do bloco B, avisou que estava passando mal e foi retirado por agentes de plantão para atendimento médico. Depois de ser atendido, os servidores retornaram com o detento para o bloco carcerário quando foram atacados pelos presos da cela e rendidos.

Cerca de 160 detentos do bloco B estão fora das celas no local destinado ao banho de sol. Homens do Grupamento Tático Operacional (GTO) da Polícia Militar foram acionados.

O juiz Haroldo Fonseca, titular da 2º Vara Criminal de Redenção, participou das negociações junto com o Comandante do 7º Batalhão da PM, mas a conversa foi suspensa durante a madrugada. Durante a manhã desta sexta-feira  é aguardada uma tropa de militares que está indo para a cidade reforçar a segurança na unidade prisional.

As negociações seguem.Amotinados, os detentos reivindicavam melhorias no atendimento médico, reclamaram da superlotação e pedem agilidade da justiça no andamento dos processos.