11 de abril de 2021
Campo Grande 34º 22º

PANORAMA | PANDEMIA

Brasil tem mais de 2.200 mortes por Covid e MS perde 21 moradores hoje (11.mar)

País completa 50 dias registrando uma média móvel acima de 1.000 óbitos. Mato Grosso do Sul já soma 3..537 mortes

Enquanto o Brasil completa 50 dias com sua média móvel acima de 1000 óbitos diários, nesta 5ª feira (11.mar.2021) o país registrou 2.207 mortes por Covid-19, segundo informações da Agência Folhapress. Em Mato Grosso do Sul, com informações do Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), foram mais 21 sul-mato-grossenses perderam a vida e o Estado soma suas 3.537 mortes desde o início da pandemia até agora. 

Mato Grosso do Sul registrou quase mil novos casos nesta 5ª feira (11.mar). No Estado, 1.194 estão em análise no Lacen, e outros 6.639 aguardam encerramento nos municípios, segundo a SES. Pacientes que precisaram de internação são 780 e 425 desses ocupam leitos clínicos, enquanto outras 355 pessoas em estado mais graves ocupam leitos de UTI. 

Das 21 mortes, oito (08) foram registradas em Campo Grande; dois (02) de Naviraí; dois (02) em Miranda; (02) em Dourados e também dois (02) em Ponta Porã, enquanto Itaporã, Fátima do Sul, Ivinhema, Maracaju e Três Lagoas registraram um óbito cada.

NÚMEROS NACIONAIS

Em nível nacional, a média móvel permanece em níveis altos por 13 dias consecutivos, e atingiu hoje 1.705 mortes por dia. O Brasil já soma a triste marca de 273.124 brasileiros levados pela Covid-19, segundo dados compilados até 20h de hoje (11.mar.2021), da colaboração entre os veículos Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1. 

Toda essa mobilização acontece como uma resposta dada aos comportamentos negacionistas do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). No início da pandemia o atual presidente ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além de divulgar dados conflitantes.

Esses nomes da mídia e comunicação brasileira uniram-se para divulgar os números que sejam relativos à pandemia do novo coronavírus, sendo que essas informações são coletadas com as secretarias de Saúde estaduais diariamente.