24 de junho de 2021
Campo Grande 31º 19º

Coutinho (PSB) vira disputa e é reeleito governador da Paraíba

A- A+

O governador Ricardo Coutinho (PSB), 53, foi reeleito para mais um mandato na Paraíba após conseguir uma arrancada no segundo turno, ultrapassando o senador Cassio Cunha Lima (PSDB), 51. No primeiro turno, Cunha Lima recebeu 47,44% dos votos válidos, contra 46,05% de Coutinho. Eles deixaram para trás o senador Vital do Rêgo (PMDB), que registrou 5,22%. No segundo turno, ao contrário da orientação da executiva nacional do PSB, Coutinho apoiou Dilma Rousseff e contou com o apoio do PT no Estado.

Ataques

Cunha Lima e Coutinho travaram uma disputa com ataques mútuos. O tucano foi governador na gestão anterior à atual, de Coutinho. Em 2009, Cunha Lima perdeu o mandato após condenação do TSE por compra de votos. Uma das maiores controvérsias da campanha envolveu a compra de um helicóptero pelo Estado por R$ 9 milhões, na gestão de Coutinho. Cunha Lima afirmou que um equipamento novo custaria R$ 7 milhões e que havia um problema de "corrupção sistêmica" no governo. Coutinho rebateu com a informação de que, em quatro anos de governo de Cunha Lima (2003-2009), a Casa Civil aumentou os gastos com locação de aeronaves em 4.377%, saltando de R$ 65.100, em 2005, para R$ 2.849.484, em 2008. Os dois também tiveram de resolver pendências judiciais. Só a 20 dias da eleição, o pleno do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) confirmou a candidatura de Cunha Lima, após negar o pedido de inelegibilidade com base na Lei da Ficha Limpa. Já o atual governador precisou da autorização da Justiça para contar com o apoio do PT. A união entre os dois partidos havia sido questionada pelo Diretório Nacional do PT e pela campanha do senador -- e também candidato ao governo -- Vital do Rêgo (PMDB). O PT argumentou que uma resolução da direção nacional determinava coligação com o candidato peemedebista, o que não foi cumprido pela convenção estadual.  
Ricardo Coutinho 
  • Nascimento: 18/11/1960, em João Pessoa
  • Partido: PSB
  • Ocupação: Governador
  • Vice: Lígia Feliciano (PSB)
  • Coligação: A Força do Trabalho (PSB / PT / PDT / DEM / PRTB / PRP / PV / PSL / PC do B / PHS / PPL)

História Coutinho começou sua trajetória política como vereador de João Pessoa (1993-1998). Depois, foi eleito deputado estadual (1999-2004) e prefeito da capital paraibana por duas vezes -- em 2004, e reeleito, em 2008. Em 2010, renunciou ao cargo para disputar o governo da Paraíba, quando foi eleito em segundo turno, com 1.079.164 votos (53,7% dos votos válidos). Também é o presidente estadual do PSB paraibano.

Problemas

A Paraíba tem 3,9 milhões de habitantes. Um dos maiores problemas da população é a insegurança. Segundo o Mapa da Violência 2014, do Instituto Sangari, a Paraíba é um dos cinco Estados mais violentos do Brasil, com taxa de 40,1 homicídios a cada 100 mil habitantes, em 2012. A média nacional é de 29 mortes por 100 mil habitantes. Outro grave problema que será encarado pelo próximo governador é a seca, que atinge 198 dos 223 municípios -- todos com emergência declarada e reconhecida pela Defesa Civil nacional. O Estado possui também a segunda menor renda do trabalhador, conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), com média de R$ 1.646. Sobre a renda, Coutinho propõe incentivar as encubadoras de empresas, criar infraestrutura para os distritos industriais e abrir novos espaços empresariais no interior. Na segurança, o governador diz que vai seguir com o programa "Paraíba unida pela paz", que, segundo o governo, está reduzindo a violência no Estado. Sobre seca, Coutinho diz que vai conseguir água com a transposição do rio São Francisco, além de capacitação dos agricultores e elaboração de políticas de convivência com o semiárido. UOL