20 de abril de 2021
Campo Grande 31º 19º

Governo da Coreia do Norte confirma testes com Bomba de Hidrogênio

A Coreia do Norte realizou nesta terça-feira (6) testes com bomba de hidrogênio, conhecida como bomba H.

Os testes aconteceram pelas 10:00 horas locais  e ss primeiras informações surgiram sob a forma de um sismo de grau 5.1, na escala de Richter, com epicentro em Punggye-ri, no norte do país, a menos de 100 km da fronteira com a China e a cerca de 200 km de Vladivostok, no extremo leste da Rússia.

A televisão pública norte-coreana anunciou pouco depois que o teste "funcionou perfeitamente" e alegou autodefesa em relação aos Estados Unidos, "que têm várias e enormes armas nucleares". Nesta declaração, foi dito que a Coreia do Norte não vai desistir de um programa nuclear "enquanto os Estados Unidos mantiverem a sua atitude de agressão". A televisão mostrou ainda Kim Jong-un há três dias assinando autorização para os testes.

Já no início de dezembro, o líder da Coreia do Norte tinha confirmado que o país possuía a bomba de hidrogênio. Em despacho da agência de notícias KCNA, citado pelas agências internacionais, Kim Jong-un dizia que o país "se converteu num poderoso estado possuidor de armas nucleares capazes de detonar de forma autossuficiente uma bomba atômica e também uma bomba H para defender eficazmente a soberania e dignidade da nação".

Este é o quarto teste nuclear feito pelo país desde as sanções das Nações Unidas à Coreia do Norte. Japão, China, Estados Unidos, Rússia e França são alguns dos países que condenaram a ação norte-coreana.

A bomba de hidrogênio é um mecanismo de dupla explosão, através da fissão de um átomo que leva a uma reação secundária de fusão atômica. Até agora, a Bomba H norte-coreana era apenas um rumor, alimentado pelas autoridades do país, que desde 2013 tinha anunciado o desenvolvimento desta tecnologia.