12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Homem que processou Facebook está desaparecido nos EUA

Paul Ceglia alegava ser dono de 50% da empresa de Mark Zuckerberg

A- A+

O homem que processou o Facebook, alegando ser dono de metade da empresa está desparecido. Paul Ceglia processou o criador do Facebook em 2010, alegando que Mark Zuckerberg teria o prometido 50% da rede social em 2003, quando ainda era um calouro na Universidade de Harvard e o site sequer existira.

Um juiz federal de Buffalo, Nova York, analisou e cancelou o processo em 2014. O suposto contrato e outros e-mails apresentados como provas eram falsos, segundo a Corte.

Os problemas envolvendo Ceglia não param por aí.

Em 2012, o americano foi preso em um esquema de pirâmide multibilionário para fraudar o Facebook. Ele estava em prisão domiciliar com um bracelete que o rastreava eletronicamente e limitava sua movimentação. Mark Zuckerberg se comprometeu a testemunhar contra Paul Ceglia no novo processo.

Os policiais federais tentaram contato, mas ao chegarem na casa, não havia mais ninguém, apenas o bracelete estava lá. A polícia desconfia que Paul Ceglia esteja foragido com sua esposa e dois filhos.

O advogado de Ceglia, Robert Ross Fogg, afirma que desconhece o paradeiro de seu cliente.