01 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 19º

Menina epiléptica começa tratamento à base de maconha no México

A- A+

 

Graciela, de oito anos chega a ter até 400 ataques epiléticos em apenas um dia. Ela é a primeira pessoa no México a usar um medicamento à base de maconha, depois de o governo autorizar o tratamento.

A menina começou a tomar a medicação nesta terça-feira (20). "Ainda é cedo para saber se está funcionando. Os médicos acreditam que os efeitos positivos poderão ser observados em dois meses", contou o pai da menina.

O medicamento é comercializado nos Estados Unidos sob o nome de Charlotte's. Graciela, que vive na cidade de Monterrey, um polo industrial do norte do México, sofre de uma severa forma de epilepsia conhecida como síndrome de Lennox-Gastaut.

Os pais já apelaram para fortes tratamentos - até mesmo uma cirurgia no cérebro - para melhorar as dores da menina, mas nada funcionou até agora para melhorar sua frágil condição.

No mês passado, um juiz concedeu autorização para o uso do canabidiol (CBD), o que provocou objeções do governo do México, afogado numa sangrenta guerra contra o tráfico de drogas.

"Cabe esclarecer que esta autorização sanitária não significa o aval para o uso da maconha em nenhuma de suas formas", alertou o ministério da Saúde na semana passada.