17 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

MUTAÇÃO

Nova cepa do vírus cria cenário de 3ª onda da Covid-19 no Brasil

A grande preocupação é que ainda não se sabe se as vacinas até aqui desenvolvidas são capazes de eliminar a nova cepa

Uma nova variante do Coronavírus, que causa mais rápida infecção, se espalha pelo Brasil e pode, segundo especialistas, causar a 3ª onda de mortes em ápice provocada pelos vírus. 

No Brasil, a Cepa foi registrada pela primeira vez em Manaus,  o Ministério da Saúde informou que, além de Amazonas e São Paulo, essa mutação do vírus já atinge pelo menos Ceará, Espírito Santo, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Roraima e Santa Catarina. E, segundo autoridades de saúde locais, há registros na Bahia e houve um episódio autóctone registrado no Rio Grande do Sul.

A grande preocupação é que ainda não se sabe se as vacinas até aqui desenvolvidas são capazes de eliminar a nova cepa chamada "P1".  

O avanço da P1 pelo país é preocupante, pois, segundo cientistas, ela demonstra ser mais transmissível. O principal freio seria a vacinação em massa. Mas a campanha nacional de imunização sofre com a escassez de vacinas.

Com medo da rapidez com que a mutação se espalha, a Capital e São Paulo e mais 4 municípios no estado paulista entraram em lockdown ontem, 2ª-feira (15.fev). 

O Ministério da Saúde (MS) ainda não deu uma resposta sobre qual a estratégia para conter o avanço da nova Cepa. Países do bloco conhecido como União Europeia, adotaram as medidas restritivas de lockdown, apesar disso a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), não esclareceu se pode seguir a mesma estratégia para conter a nova cepa.  

*Com informações do O Globo.