13 de junho de 2021
Campo Grande 26º 13º

Polícia Federal cumpre mandados de prisão em nova fase da operação Ararath

A- A+

A Polícia Federal realiza hoje mais uma fase da Operação Ararath. Policiais federais estão desde início d amanhã cumprindo mandados de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão em Cuiabá, capital do Mato Grosso. 

Recentemente foi descoberto que investigados realizaram operações imobiliárias fraudulentas, com valores inferiores aos praticados no mercado, e que foram adquiridos veículos de alto padrão, em nome de laranjas com o notório intuito de ocultar a real propriedade e impedir o cumprimento de decisão judicial de sequestro/arresto de bens.

As medidas foram determinadas pelo juízo da 5ª Vara Federal de Mato Grosso, a partir de requerimento do MPF (Ministério Público Federal) no curso da Ação Penal, sendo que a Polícia Federal instaurou inquérito policial para apurar a ocultação e a lavagem de dinheiro.

?A operação Ararath foi deflagrada em novembro de 2013 e tem como objetivo desarticular organização criminosa que pratica crimes contra o Sistema Financeiro Nacional por intermédio de instituições financeiras clandestinas. Essas instituições eram responsáveis por empréstimos de altas somas, especialmente a agentes políticos, que utilizavam os recursos para diversos fins, inclusive financiamento de campanhas políticas.

Durante operação, 59 pessoas foram investigadas, entre os presos está o ex-secretário de fazenda, Éder Moraes, que também foi secretário-chefe da Casa Civil e diretor da antiga Agecopa (antiga Agência de Execução de Projetos da Copa). Buscas e apreensões foram feitas nas casas do deputado estadual José Riva (PSD), do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Sérgio Ricardo Almeida, do prefeito de Cuaiabá Mauro Mendes (PSB) e do então governador Silval Barbosa (PMDB).