02 de maro de 2021
Campo Grande 33º 21º

Vereador do PDT perde mandato por infidelidade partidária

Leia também

• TSE mantém mandato de Paulo Pedra ao rejeitar recurso do PT do B

• Pedra nega desgaste com Bernal, mas aguarda decisão do TSE para voltar à Câmara

• Câmara pode realizar eleição nesta quinta para escolha de nova mesa diretora

O ex-vocalista do grupo de pagode Negritude Junior, Netinho de Paula, agora também é ex-vereador. Ele, assim como seu correligionário campo-grandense, Paulo Pedra, foi cassado nesta terça-feira (17).

Netinho perdeu mandato por infidelidade partidária. Conforme decisão unânime do TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo), o vereador não sofreu perseguição do PCdoB que justificasse sua saída e troca pelo PDT. A Câmara de São Paulo tem até dez dias para empossar suplente, quem assume mandato de Netinho é presidente do PCdoB da capital e ex-deputado estadual, Jamil Murad.

O relator do processo, juiz André Lemos Jorge, no entanto, não acatou a tese e considerou não ter havido fato concreto para a desfiliação. "Restou comprovada a posição de destaque de Netinho na agremiação, com participação em todas as propagandas partidárias (...). O PCdoB arcou, inclusive, com mais de 50% das suas despesas de campanha", afirmou.