21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

INTERNACIONAL | ARGENTINA

Vídeo: Mulher que batia com frequência no esposo, termina o matando no meio da rua

Homem tinha vergonha de denunciar outras agressões de que já tinha sido alvo e quando finalmente decidiu fazê-la a denúncia não foi levada a sério

A- A+

Nadia Navarro, de 23 anos, foi filmada matando o namorado, em plena rua da cidade de William Morris na terça-feira, 9 de fevereiro, na Argentina.

Alejo Oñoro, de 22 anos, foi morto com uma punhalada no peito, no último dia 9 de janeiro. Esta não foi a primeira vez que era alvo de agressão da namorada, revela a ABC.

O momento ficou registrado por uma câmara de videovigilância e nele pode ver-se que o casal está discutindo, sendo o motivo dessa briga ainda desconhecido.

O homem foi atingido no peito e acaba caindo no chão. A mulher fugiu em seguida.

A vítima foi transportada de urgência para o hospital de San Bernardino de Hurlingham, onde acabou por falecer.

O casal tinha um filho de 18 meses e apesar de não viverem juntos, mantinham uma relação, conta a família.

VEJA O VÍDEO: 

Segundo relata a ABC, Alejo teria tido vergonha de denunciar outras agressões de que já tinha sido alvo e quando finalmente decidiu fazê-lo a denúncia não foi levado a sério.

Este assassinato fez com que deputados do partido argentino Juntos pela Mudança (JxC) apresentassem um projeto para ampliar o alcance da Lei Micaela, sobre violência de gênero . O texto contempla a obrigatoriedade de qualificação dos servidores públicos estaduais, linha de atendimento gratuito e delegacias especializadas em atendimento às diversas formas de violência sob a ótica dos diferentes gêneros e da diversidade sexual.

 “Uma questão que é claramente um tabu social e um fenômeno distinto da violência de gênero e deve ser legislada como tal, porque sua natureza, causas e consequências seriam diferentes, bem como os espaços e formas em que se manifesta”, diz o projeto.