22 de maio de 2022
São Paulo 23º 11º

RACISMO | BRASIL

Vídeo: "racista chama vizinho de veadinho e macaco"; cor da pele o estimula a "pegar e estraçalhar"

"Escravidão não vai voltar não, mas vai ter massacre com vocês, negralhada filha da puta", diz homem em vídeo

A- A+

Circula nas redes sociais um vídeo de um homem não identificado que faz violentos ataques racistas a um outro que teria perguntado a ele sobre o seu cachorro - a vítima é seu vizinho. Em um determinado momento do vídeo, ele afirma que se a pessoa “for de cor”, e aponta para o braço, “me estimula mais a pegar e estraçalhar”. Veja o vídeo no instagram "CLICANDO AQUI".  

“Pegar, arrancar a pele, a melanina só pra descobrir como é a cor por dentro, é isso que eu vou fazer. Eu vou pegar um crioulo safado e vou cortar em pedaços. A escravidão não vai voltar não, mas vai ter massacre com vocês, negralhada filha da puta”, diz o criminoso.   

“MACACO”

“É eu passando na rua ali, aí um viadinho, um afrodescendente, me perguntou onde tava o pitbull dele. Pra você ver como é que é essa gente ai, não sabe nem limpar o cu, não sabe nem cuidar dos filhos. Faz uma porrada de filhos pro governo sustentar, enche as favelas, lota as cadeias, os filhos crescem virá tudo bandido. Aí, o filho da puta do macaco veio perguntar onde é que tava o pitbull dele. ‘Meu irmão, você é que tem que saber, você solta o bicho na rua ai, já tem uma porrada de cachorro solto na rua. Eu coloco água, comida, a gente cuida, e tem uma porrada de bicho solto aí na rua, entendeu? Eu não tenho que ficar olhando não. Cada um tem que saber dos seus bichos”, disse o sujeito.

AGRESSÃO E VIOLÊNCIA

A partir deste ponto, ele prossegue com frases cada vez mais racistas, agressivas e violentas: “Essa gente preta é foda mesmo. Maldita princesa Isabel. E ainda bem que ele não roncou pra mim, porque se ele roncasse ia fatiar ele todinho, ia meter a porrada e cortar ele todinho de canivete. Eu não aceito que um cara errado monte pra cima de mim, ainda mais se for de cor, ai me estimula mais a pegar e estraçalhar. Pegar, arrancar a pele, a melanina só pra descobrir como é a cor por dentro, é isso que eu vou fazer. Eu vou pegar um crioulo safado e vou cortar em pedaços. A escravidão não vai voltar não, mas vai ter massacre com vocês, negralhada filha da puta”, encerrou.

Veja o que ele diz na íntegra:

“(sic) Aí eu passando na rua ali, um veadinho, um afrodescendente, perguntou onde é que estava o Pitbull dele. Para você como é que essa gente aí, não sabe nem limpar o cu. Não sabe nem cuidar dos filhos, faz uma porrada de filho aí, né? Para o governo sustentar, aí enche as cadeias, lota as cadeias quando os filhos crescem viram tudo bandido. Aí o filha da puta do macaco, veio me perguntar onde é que estava o pitbull dele, né? Eu falei: meu irmão, você tem, que saber! Você que solta o bicho na rua aí, já tem uma porrada de cachorro solto na rua aí... a gente, eu, coloco água, comida, a gente cuida, porque tem uma porrada de bicho solto aí na rua, entendeu? Ninguém tem que ficar olhando não, cada um que tem que saber dos seus bichos..., mas fazer o que, né? Essa gente preta é foda mesmo... Maldita princesa Isabel, maldita princesa Isabel! E ainda bem que ele não ‘roncou’ para mim, se ele roncasse eu ia fatiar ele todinho, eu ia meter-lhe a porrada nele ou cortar ele todinho de canivete, entendeu? Porque eu não aceito com um cara errado ronque para cima de mim e eu sou o certo, entendeu? Ainda mais se for de cor (bate no braço), entendeu, não aceito não... Aí me estimula mais meu irmão, me estimula mais a pegar e estraçalhar, pegar arrancar a pele, a melanina, só para descobrir como é que é a cor por dentro é isso que eu vou fazer! Hora que eu pegar um criolo safado eu vou cortar em pedaço, entendeu? A escravidão não vai voltar não, mas vai ter massacre com vocês... Negralhada filha da puta, vai tomar no cu!”, disse.