26 de julho de 2021

NACIONAL | TERESINA (PI)

Vídeo violento: homens amarram e torturam travesti na frente de Guardas

Mulheres pedem aos homens para que eles parem de agredi-la, enquanto dois homens batem nela com um pedaço de madeira na frente de crianças

A- A+

Suspeita de roubo, uma travesti foi brutalmente torturada por um grupo de homens no bairro São Joaquim, Zona Norte de Teresina. Vídeo mostra policiais da Guarda Municipal de Teresina (GCM) assistindo a cena de extrema violência que ocorreu na frente de crianças na manhã de segunda-feira (19) e circulam nas redes sociais.

Vários vídeos da suspeita, que não foi identificada, foram gravados e divulgados nas redes sociais. Em um deles, ela conversa com um homem e afirma ter participado de um roubo.

Outro vídeo mostra a suspeita amarrada no porta-malas de um carro enquanto é agredida por pelo menos dois homens que usam um pedaço de madeira. 

Algumas mulheres pedem aos homens para que eles parem de agredi-la, enquanto dois homens batem nela com um pedaço de madeira e pedem informações sobre um botijão de gás e um colar, que teriam sido roubados por ela.

Já em outras imagens, guardas municipais presenciam o momento em que um homem conduz a suspeita com os pés amarrados e dá uma rasteira nela, que cai deitada.

Nem os homens suspeitos de agressão e nem a suspeita do roubo tiveram seus nomes informados até o momento. A vítima das agressões e um dos suspeitos foram conduzidos à Central de Flagrantes.

A Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) comentou o caso nas redes sociais. O grupo pediu providências quanto ao caso.

O Deputado Federal, David Miranda (PSOL/RJ), divulgou o vídeo em sua rede social. "A guarda municipal chega e não impede de imediato as agressões. O Brasil é o país em que mais se matam pessoas trans. Chega dessa barbárie!", escreveu.  

Veja as imagens abaixo: