18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Campo Grande sedia 1° Conferência Municipal de Direitos Humanos

Ao som de saxofone e da orquestra de violão de Porto Murtinho, foi aberta na manhã desta quarta-feira(18) a 1° Conferência Municipal de Direitos Humanos que foi realizada no Centro de Convivência do Idoso “Vovó Ziza”, na Rua Joaquim Murtinho nº 3117, bairro Tiradentes, em Campo Grande.
 
Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social(SAS) Marcela Carneiro, Campo Grande estava precisando dessa conferência para dialogar entre os seguimentos para ter uma política pública forte na àrea dos Direitos Humanos. “É algo muito importante para nos essa primeira conferencia municipal dos Direitos Humanos tenha sido feito pela nossas mãos, pois o prefeito Alcides Bernal foi o primeiro a fazer a nomeação da coordenadoria LGBT(Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transgêneros e Transsexuais) e ele se preocupa com as políticas públicas na área dos Direitos Humanos”, explica a Marcela Carneiro.


Ela explica que esse ano é o ano das conferencias dos direitos humanos e Campo Grande só fez uma que está sendo realizada hoje . Ela comenta que no Estado já foram feitas seis conferencia e no Brasil já está na 12°. “ Nos estamos crus ainda, mas temos muita vontade para trabalhar nessa área “, explica.

De acordo com a procuradora do município, Samia Barbieri, os Direitos Humanos são fundamentais e começar a ter coordenadorias LGBT, Afro descentes, crianças e idosos como nos temos aqui é um meio de reconhecer as políticas públicas e fortalecer os Direitos Humanos. “Falar de Direitos Humanos é falar de dignidade dos seres humanos. As Ongs e a própria sociedade já começa a cobrar politicas públicas em Direitos Humanos. Graças as constituição de 1988 que universalizou os direitos à população sabe cobrar os medicamentos que faltam, falta de moradia e educação. Diante disso que eu acredito na gestão do Bernal que é comprometida com a dignidade da pessoa humana e com força hercúlia e comprometimento conseguiu perceber em pouco tempo os problemas entrados deixado na prefeitura”,explica Samia Barbieri.


Segundo o conselheiro regional do Centro e presidente da Comissão da Conferencia Ricardo Piazza, tem como objetivo reafirmar e ampliar o compromisso do município de Campo Grande com as políticas públicas de promoção e defesa dos direitos humanos e de promoção da igualdade, reafirmando a indivisibilidade, universalidade e interdependência dos direitos humanos.
 

Autor: Eduardo Penedo