25 de outubro de 2020
Campo Grande 32º 21º

Cronograma para obras da Santa Casa será apresentado nos próximos dias

A Santa Casa de Campo Grande irá receber nos próximos dias, através do ministro de saúde, Arthur Chioro, um cronograma para a liberação de recursos previstos para obras. A informação foi dada durante audiência em Brasília com o senador Waldemir Moka (PMDB) e o presidente da instituição, Wilson Levi Teslenco. A resposta do ministro se deu em função de pedidos feitos pela direção do hospital, que teve o senador peemedebista como interlocutor. Moka, que é médico e presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado, disse que o documento traz preocupação em relação a duas obras paralisadas e a um convênio para a compra de equipamentos. “Deixamos claro ao ministro que a Santa Casa de Campo Grande é muito importante para o Estado. Que os recursos previstos e represados por conta de vários fatores precisam ser liberados para que as obras voltem a andar. Ele (o ministro) nos disse que as demandas serão avaliadas”, declarou. Um convênio assinado em 31/12/2011 com a CEF (Caixa Econômica Federal ), prevê a reforma avaliada em R$ 11,6 milhões do prédio do hospital. A obra está licitada e só aguarda a liberação de parte dos recursos aprovados. A reforma alcançará mais de 10 mil metros quadrados do prédio, construído há 33 anos, abrangendo centro cirúrgico, oito unidades de internação, duas unidades para pacientes críticos (UTIs), central de material esterilizado e centro obstetrício. Outro projeto prevê a compra de equipamentos e material permanente para o hospital, estimada em R$ 7,5 milhões. São respiradores, monitores cardíacos, ventiladores, aparelhos de anestesia, perfuradoras ortopédicas e mobiliários diversos. O terceiro item da pauta de reivindicação entregue ao ministro é a retomada das obras do Hospital do Trauma, cujo projeto original previu investimento de R$ 10,2 milhões, sendo R$ 7 milhões da União e R$ 3,2 milhões de contrapartida da Santa Casa. Tayná Bizus