18 de setembro de 2020
Campo Grande 36º 21º

Dívidas da Fundac serão quitadas até final de julho

A diretora da Fundac (Fundação de Cultura), Juliano Zorzo, afirmou que as dívidas que a Fundação ainda possui com artistas, empresas de segurança, estrutura e alugueis serão regularizadas até o final de julho. De acordo com Juliana, cerca de R$ 250 mil faltam ser pagos. Foi feito um levantamento por Juliana, juntamente aos vereadores Chiquinho Telles (PSD), Paulo Siufi (PMDB) e Eduardo Romero (PT do B), para constar se houve irregularidades em contratações de empresas e artistas que se apresentaram no carnaval deste ano, quando a administração de Campo Grande era competência do ex-prefeito, Alcides Bernal (PP). “Foi levantado R$ 500 mil em dívidas. São dívidas com artistas, empresa de segurança, empresas de estrutura, aluguel e outros. Metade já foi pago, mas ainda falta a outra metade que não foi paga porque não há contratos e aditivos que fizesse o reconhecimento da dívida”, garante Juliana. A diretora garante que a Fundac possui dinheiro em caixa para fazer os quitar e até o momento, todas as dívidas que havia como ser pagas, o processo foi realizado. “Tudo o que podia ser regularizado está ok”. Foi levantada a hipótese de realização da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Folia para investigar possíveis irregularidades cometidas por Bernal, que necessitava de 11 assinaturas, porém, no dia da abertura da Comissão, os vereadores Carlão (PSB) e Delei Pinheiro (PSD), retiraram as assinatura, impossibilitando assim a realização da CPI da Folia. Tayná Biazus