23 de junho de 2021
Campo Grande 30º 17º

"Ele é prefeito de um segmento só", diz Chiquinho sobre Gilmar Olarte

A- A+

O vereador Chiquinho Telles (PSD) criticou a iniciativa do prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP) de realizar o Rèveillon da Família na praça do Rádio Clube no dia 31 de dezembro. De acordo com o vereador, o prefeito havia dito que não realizaria o evento Show da Virada devido a uma crise financeira que a prefeitura está enfrentando, mas anunciou que realizará um evento voltado para o segmento gospel.

Chiquinho explica que os vereadores de Campo Grande fizeram pressão para que o prefeito realizasse um evento de final de ano, contemplando a população e afirma que se fosse para realizar um evento voltado para um segmento, seria melhor o prefeito não realizar nenhum tipo de evento.

“Não ia fazer nada e só funciona na pressão, só vai fazer um evento pela pressão que fizemos, que a mídia fez. Só falta agora ele desmentir e  dizer que não disse que não ia fazer. Ele é um prefeito que funciona na pressão, se for fazer esse evento será meia boca, não podemos nem chamar de show da virada porque é voltado para um segmento, ele é prefeito de um segmento só, que tem dinheiro para gastar com o movimento gospel”.

O parlamentar destaca que está preocupado com a atitude de Olarte, já que muitas pessoas se deslocavam para a Avenida Fernando Corrêa da Costa e vendiam bebidas e comidas, conseguindo adquirir uma renda extra para a família. “Na praça não cabe a estrutura que teria nas ruas, onde o vendedor ambulante ganha uma renda extra durante a realização do Show da Virada. O prefeito está levando um evento para queimar uns fogos e dizer que foi evento da virada. Além de fazer show para alguns, é meia boca e para um seguimento, se fosse assim, seria melhor não fazer”.

Diante disso, o vereador ressalta que continuara pressionando o prefeito e garante que solicitará informações sobre o evento que será realizado na próxima quarta-feira para fazer uma comparação sobre quanto seria gasto  com o Show da Virada e quanto será gasto com o Rèveillon da Família.

“Já que descobrimos que ele faz as coisas na pressão, vamos continuar pressionando. Vou fazer um questionamento para ver quanto custaria Show da Virada e quanto custará esse show ai, isso gera descontrole de informações da mesma administração, da Fundação de Cultura como prefeito. Vou solicitar e requerer essas informações, quero saber quais são as bandas, faço questão de fazer esses questionamentos, apesar que o prefeito não gosta muito de responder as coisas, mas farei a solicitação”, finaliza o vereador.

Dany Nascimento