23 de abril de 2021
Campo Grande 31º 19º

Síndrome de Down

Estudantes fazem caminhada em busca de apoio para construir sede

A- A+

Cerca de 200 alunos da escola Juliano Varela participaram na manhã desta segunda-feira (21) de caminhada no centro de Campo Grande em comemoração ao Dia Internacional de Síndrome de Down. Os estudantes percorreram pela rua 14 de julho, Barão do Rio Branco e a avenida Afonso Pena, com encerramento na Praça Ari Coelho.

De acordo com a representante da instituição, Malu Fernandes, o ato também foi realizado para chamar a atenção da sociedade e a colaboração da população na construção do centro de apoio aos portadores na Capital.

“Essa caminhada tem como objetivo proclamar toda a sociedade para ajudar na construção de nossa sede. A obra já está em construção e precisamos do apoio de todos”, explica. A escola existe há 24 anos e conta com 216 alunos matriculados.  Ainda segundo Malu, a instituição tem alunos recém nascidos e o mais velho tem hoje 58 anos.

A nova sede deve custar entorno de dois milhões de reais para a instituição. Mas para ajudar na construção, a escola conta com o apoio e a colaboração da população. O local vai oferecer espaço para teatro, dança, capoeira, curso de fotografia e também  projetos voltados a educação profissional para jovens.

A vida ensina

Juliano Varela, de 25 anos, que leva o nome da instituição, também participou da caminhada com os demais estudantes. Varela explicou que gosta muito das atividades que desenvolve na escola, onde aprendeu a tocar vários instrumentos. “Além de tocar na banda musical, toco outros instrumentos e faço natação”, comentou.

Edna com o filho João Gabriel

Edna Alves da Silva, de 44 anos, descobriu após o nascimento de João Gabriel, portador de Síndrome de Down. Ela conta que no inicio foi tudo novidade, mas com o tempo descobriu a lidar com os desafios e o preconceito da sociedade. “Pra mim foi novidade, mas com o tempo encarei naturalmente. Mas tive que abandonar tudo para cuida do meu filho”, afirmou.

Ela também explicou que o preconceito “ainda existe e lida de acordo com as pessoas vivem. Falta preparo das pessoas e até dos médicos”.  Para Edna, a falta de conhecimento da sociedade contribui para a discriminação.

Down

O Dia Internacional da Síndrome de Down foi criado no dia 21 de março. A primeira comemoração da data foi em 2006.

No Brasil, houve muita repercussão na mídia desta data em 2007, pela presença do jogador de futebol Romário e da novela Páginas da Vida.

Serviço- Quem quiser colaborar com a construção da sede própria da escola Juliano Varela podem entrar em contato pelo telefone (67) 3201- 6199.