24 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 23º

Fábrica de proteínas da ADM começa a operar em 2015 na Capital

A ADM (Archer Daniels Midland) lançou na manhã de hoje, a pedra fundamental com investimentos de R$ 560 milhões e deve começar a operar em 2015 no Distrito de Indubrasil, em Campo Grande, O evento contou com a presença do governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), do prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP) e outras autoridades do Estado.

De acordo com o presidente mundial multinacional ADM, o argentino Juan Luciano, a indústria que produz proteína de soja, terá três unidades até o fim do primeiro semestre de 2016 e será abastecida por matéria-prima de Mato Grosso do Sul. “Esta será a primeira indústria destinada à produção de derivados básicos da soja e terá capacidade de produzir 50 mil toneladas por ano, gerando 80 empregos diretos. Não teremos a necessidade de trazer pessoas de outros estados para atuar na fábrica da Capital, vamos trabalhar com a população Sul-mato-grossense”, explica Juan.

O governador André Puccinelli comemorou a criação da indústria no Estado e fez questão de ressaltar que as conversas para instalação da fábrica tiveram início em 2013 e só foi concluída agora devido a prefeitura da Capital ter barrado o alvará de funcionamento da empresa. “As tratativas para a instalação desta indústria começaram no ano passado, mas a prefeitura da Capital não liberava o alvará e agora conseguimos este alvará que foi assinado pelo prefeito da Capital, Gilmar Olarte e agora as tratativas anteriores deram com os burros n’água”, afirma André.

Segundo o governador, algumas famílias que residem no terreno onde a fábrica será instalada devem ser deslocadas para casas populares da Agehab (Agência Estadual de Habitação), concedendo o espaço para que a empresa utilize.

Dany Nascimento