13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Justiça aceita denúncia contra todos investigados em caso de exploração sexual de menores

A- A+

A justiça de Mato Grosso do Sul aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) contra todas as pessoas investigadas no inquérito policial que desarticulou esquema de exploração sexual de adolescentes.

A denúncia foi oferecida pelo MPE no dia 4 de maio, porém o processo continua sob segredo de justiça.

Dentre os envolvidos, conforme inquérito policial nº 365/15 está o empresário Luciano Pageu, considerado pela polícia "cabeça"do esquema e Fabiano Otero Viana, que fez acordo de delação premiada com justiça para divulgar mais informações sobre o caso.

Além, foi indiciado indiretamente pela polícia, o ex-vereador Alceu Bueno, flagrado em vídeo praticando sexo com adolescentes. 

O inquérito policial, nº 365/15, conduzido pela DPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) e pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) foi entregue à justiça pelos promotores do Gaeco e do MPE.

Agora, os réus serão citados e devem apresentar defesa para dar continuidade ao processo até momento de julgamento. 

Conforme MPE, os promotores que atuam no caso constataram indícios de crimes de extorsão, exploração sexual, corrupção de menores, tráfico de menor para fins de exploração sexual, posse de material pornográfico de adolescentes, prática de sexo com menor de idade para fins de exploração sexual e associação criminosa com participação de menores.

Semana passada, o MS Notícias, havia divulgado informações de que pelo menos três empresários, dois vereadores e autoridades estaduais estariam envolvidos no esquema como supostos clientes de Luciano e Pageu.