13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Luiz Felipe Medeiros é eleito novo presidente da Amamsul

A- A+

Aconteceu hoje a eleição para nova diretoria da Amamsul (Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul). A votação terminou há pouco e o novo presidente da associação será o juiz auxiliar da capital Luiz Felipe Medeiros Vieira, tendo Daniela Vieira Tardin (1ª Vice-presidente), Mauro Nering Karloh (2º Vice-presidente), Larissa Castilho da Silva Farias (Secretária), Kelly Gaspar Duarte Neves (2ª Secretária), Joseliza Alessandra Vanzela Turine (Tesoureira) e Alessandro Carlo Meliso Rodrigues (2º Tesoureiro). A nova diretoria irá atuar durante biênio 2015-2016.

A votação é permitida a associados da ativa e aos inativos. Os juízes do interior, que não estavam em Campo Grande, votaram pelo Correio, já que receberam a cédula com antecedência. Os votos enviados pelo Correio foram contabilizados no final da tarde, para totalizar a apuração.

Para compor o Conselho Deliberativo estão David de Oliveira Gomes Filho, Albino Coimbra Neto, Jorge Tadashi Kuramoto, Janine Rodrigues de Oliveira Trindade e Adriano Rosa Bastos. Pela suplência concorrem Fábio Possik Salamene, Fábio Henrique Calazans e André Luiz Monteiro.

Os juízes Alexandre Corrêa Leite, Alexandre Tsuyoshi Ito e Marcelo Ivo de Oliveira respondem pela comissão eleitoral.  A posse da nova diretoria está marcada para o dia 17 de dezembro. A Amamsul possui hoje mais de 300 associados.

Wilson Leite Corrêa, atual presidente, ressaltou a importância da participação dos associados para legitimar os eleitos,. “A existência de chapa única demonstra que a magistratura está unida em torno dos mesmos propósitos, aliás, trata-se do segundo pleito seguido que isso acontece. Os eleitos são pessoas capacitadas e comprometidas com a Amamsul, de modo que o sucesso da nova gestão é algo que ocorrerá com naturalidade”.

Luiz Felipe adiantou que uma das prioridades é garantir a todos os magistrados do Estado tratamento igualitário. “A principal proposta é que todos os magistrados do Estado tenham o mesmo tratamento pela administração do Tribunal de Justiça, independentemente do grau de jurisdição ou do tempo da magistratura. Não há diferença entre os juízes, somos todos iguais, e nada justifica um tratamento diferenciado. Vamos lutar por isso”.

Depois de empossado, o presidente da Amamsul deve nomear os diretores e estão indicados para as pastas de Interior Maurício Cleber Miglioranzi dos Santos; de Tecnologia Renato Antonio de Liberali, de Esportes Fábio Possik Salamene, Inativos Rêmolo Letteriello. Falta apenas a indicação para o DAMEH.

Heloísa Lazarini com assessoria