07 de maro de 2021
Campo Grande 30º 20º

AULAS CAPITAL

Mesmo sem data fixada, EMEIs recebem reformas para retorno híbrido

Unidades da toda a Capital seguem o decreto de 23 de dezembro, que confirma o retorno das aulas escolando estudantes

Informações da Agência Municipal de Notícias apontam que a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) está seguindo o decreto de 23 de dezembro, que confirma o retorno das aulas em formato híbrido. Com isso, o atendimento para alunos da Rede Municipal de Ensino (REME) presencial e remoto, apesar de não ter uma data definida para o retorno escalonado dos estudantes.

Para isso reformas e manutenções acontecem em algumas das Escolas Municipais de Educação Infantil/EMEIs, com a implementação de ações que garantam a biossegurança para o retorno. Unidades dos bairros Santo Antônio; Taquarussu; Jardim Imperial e a instituição ao lado da Prefeitura Municipal de Campo Grande ganham essa atenção especial, além de tantas outras.

EMEI Aloína de Oliveira Soares é a instituições do bairro Santo Antônio e nas ações para a unidade estão: a ampliação de uma sala de aula; reforma de banheiros e sala dos professores, e a construção de um banheiro para Pessoas com Deficiência (PCD). Assim como a colocação de uma pia para higienização das mãos no pátio interno e mais um bebedouro.

Para a população do Jardim Bonança, a EMEI Nossa Senhora de Fátima também ganhará reforma obra de reforma, por uma empresa privada. Na unidade serão construídas duas salas de berçário com fraldário, dois banheiros adultos e um para pessoas com deficiência, refeitório e lactário. No Jardim Imperial, a EMEI Athenas de Sá Carvalho ganha obras de reestruturação geral, com reforma no telhado, pátio, muros e áreas externas, também como contrapartida por uma empresa privada.

Já na EMEI Osvaldo Maciel de Oliveira, do Bairro Taquarussu, estão previstas a instalação de novas portas em duas salas de aula, além de portão para rota de fuga em caso de incêndio e pânico. Tem obra de encanamento visando aumentar a drenagem da água da chuva e, ainda, uma obra sustentável, que vai garantir a captação dessa água, que será empregada na lavagem do pátio.

Os alunos e responsáveis tendem a ganhar com o calçamento do pátio e construção de fraldário na sala do grupo 1. Haverá banheiro adulto para pessoas com deficiência, e adaptação do banheiro infantil para atender a crianças com deficiência, além de depósito para guardar brinquedos e uma revitalização do corredor onde novas portas das salas de aula serão instaladas.

Na Afonso Pena, a EMEI Eleodes Estevan, dirigida por Eva Ferreira de Brito, também será revitalizada com pintura interna e externa. " “Queremos deixar a escola bonita. Esperamos receber nossos alunos em breve. As crianças trazem vida para a escola", finalizou ela.