30 de outubro de 2020
Campo Grande 24º 18º

Novos médicos começam a ser contratados hoje, diz Jamal

O secretário municipal de saúde pública, Jamal Salém, garantiu que a contratação de novos funcionários começou hoje. Cerca de 80 médicos e de 200 profissionais da área da saúde, entre enfermeiros, técnicos e assistentes sociais, estão sendo convocados para atender os postos de saúde da Capital.

De acordo com Salém, o objetivo é manter cinco clínicos gerais e cinco pediatras em cada uma das unidades de atendimento 24 horas. Ele admite que os salários ainda estão abaixo das expectativas da classe, mas revela que pediu apoio ao Sindicato dos Médicos para fazer as contratações emergenciais e depois elaborar um plano de cargos e carreiras para os médicos que atuarem no município. “Acredito que os médicos vão me dar este voto de confiança”.

Jamal revela que não teve tempo suficiente ainda para se inteirar sobre as dívidas da prefeitura com os hospitais particulares nem o total de recursos em caixa na secretaria, mas garante que deve começar o pagamento dessas entidades o mais breve possível.

Desabastecimento de remédios – O secretário informou que o governador André Puccinelli (PMDB) já disponibilizou R$ 500 mil através de um convênio com a prefeitura para comprar os medicamentos que estão faltando em alguns postos de saúde.

Sindicâncias – O ex-secretário de saúde, Ivandro Fonseca, havia deixado cerca de 500 sindicâncias abertas durante sua gestão que devem ser revisadas nos próximos dias. “Estamos fazendo um levantamento da gravidade das denúncias, o que for grave vamos dar continuidade e encaminhar ao MPE (Ministério Público Estadual)”, explicou.

Jamal Salém fez questão de destacar que a sindicância aberta contra o vereador Paulo Siufi (PMDB), suspeito de não comparecer aos seus plantões, já está conclusa e foi encaminhada ao MPE. O secretário não soube explicar qual foi o resultado da investigação. “Não tomei conhecimento”, disse.

Diana Christie