25 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 23º

Saúde pública

Superlotação e falta de médicos obrigam pacientes a esperar até 5 horas por atendimento em UPA

A equipe do MS Notícias recebeu duas reclamações dos campo-grandenses nesta sexta-feira (19) em relação ao atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da Capital.

Segundo uma leitora, que pediu para não ser identificada, ela está há cinco horas na UPA do bairro Universitário esperando para ser atendida. 

De acordo com a paciente, esta não é a primeira vez que a unidade apresenta superlotação devido à falta de médicos."De manhã, dois médicos passaram por aqui, atendendo duas pessoas cada um e depois foram embora. Tem gente aqui que está desde as 7 horas da manhã e que não foi atendido até agora. Isso aqui está um caos não tem médico, tem mais de 100 pessoas na minha frente aguardando atendimento", disse. 

Assim como no bairro Universitário, na UBSF do bairro Los Angeles, o problema é falta de médicos. Na manhã desta sexta-feira (19), uma moradora do bairro Vespasiano Martins, entrou em contato com MS Notícias para denunciar falta de médicos. Segundo ela, havia três médicos na unidade, porém, eles estavam atendendo apenas moradores do Los Angeles, entretanto, a unidade atende também ao bairro Vespasiano. 

"Eu cheguei na UBSF com febre e muita dor, mas marcaram consulta para mim só para dia 7 de março, disseram que os médicos que estavam lá era para atender só o pessoal do Los Angeles".

A equipe de reportagem entrou em contato com secretário municipal de saúde Ivandro Fonseca, porém ele não atendeu ligações e até fechamento desta matéria, não houve respsosta da Prefeitura.