21 de janeiro de 2021
Campo Grande 28º 21º

População do Ana Maria do Couto sofre com "Areeira do Trevo"

O bairro Ana Maria do Couto está sofrendo com a grande quantidade de areia espalhada pelas ruas e que adentram dentro das residências nas redondezas da “Areeira do Trevo”. Os moradores reclamam constantemente, principalmente em dias de chuva e de vento. Conforme documento mostrado à reportagem, a empresa é legal, porém, seu alvará está vencido a mais de dois meses.

Conforme explicou a Presidente do Conselho Fiscal da Associação de Moradores do Residencial Ana Maria do Couto, Mirian David, a água da chuva que invade as residências próximas a areeira, é devido a um buraco que moradores do bairro Recanto dos Pássaros abriram, que destina a água acumulada no Recanto para dentro da areeira e que então, escoa para as ruas.

O secretário da areeira, Gleison Gonçalves, conta que sempre há alguns vizinhos que reclamam, porém, diversas vezes ao dia, eles passam um “carro tanque” em todo o terreno, molhando a areia para que o vento não a carregue. Gleison afirma que a prefeitura já esteve no local fazendo a fiscalização e que não há nada incorreto.

Ana Arlinda de Souza mora há cinco anos próximo ao local, e, de acordo com ela, todos os dias ela tem que varrer o pátio para juntar a areia que se acumula. “Vem muito pó e muita terra, principalmente quando chove. Todas as manhãs eu tiro a areia do pátio”.

Ana Maria informou que será agendada uma reunião com o dono da areeira para que seja conversado sobre uma maneira de minimizar a situação e caso nada seja feito, irá até a prefeitura tentar solucionar a questão.

A reportagem do site MS Notícias entrou em contado com a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), para obter informações sobre a situação do imóvel.

De acordo com o responsável da divisão de alvarás, não consta nenhuma irregularidade referente à empresa. Já, em relação ao alvará vencido, o próprio proprietário ou contador obtém outro com nova data de vencimento no próprio site da prefeitura.

Tayná Biazus