08 de maio de 2021
Campo Grande 26º 13º

Campo Grande

Prefeitura inaugura primeiro Cras do Distrito de Anhanduí e cumpre mais uma meta de governo

A- A+

Os moradores do Distrito de Anhanduí ganharam, nesta sexta-feira (16), o primeiro Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Distrito, inaugurado pela Prefeitura de Campo Grande por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS). Com a entrega da unidade, a Prefeitura cumpre mais uma meta do Plano de Governo

A inauguração, que seguiu todos os protocolos de biossegurança, contou com a presença do prefeito Marquinhos Trad, da vice-prefeita, Adriane Lopes, do secretário municipal de Assistência Social, José Mário Antunes da Silva, da secretária-adjunta, Thelma Fernandes, do subprefeito do Distrito, Ernesto Francisco dos Santos e da superintendente de Proteção Social Básica da SAS, Inês Mongenot.

O Cras, o 21º da Rede de Assistência Social de Campo Grande, recebeu o nome de "Ivo de Souza", uma homenagem a um dos músicos mais consagrados de Mato Grosso do Sul e morador da região, que ao longo de sua carreira, sempre se dedicou às causas sociais, realizando apresentações beneficentes em shows e instituições.

O prefeito Marquinhos Trad destacou a importância da unidade para a comunidade local. "Estamos trabalhando para buscar alternativas para trazer cursos e desenvolver cada vez mais nossa cidade. O importante é saber que cada cidadão que entrar aqui em busca de um serviço será atendido com todo respeito e carinho", frisou.

A vice-prefeita Adriane Lopes ressaltou o empenho das equipes da SAS durante a implantação do Cras. "Uma das grandes reivindicações da população de Anhanduí era a presença do poder público aqui. Tudo que vínhamos trabalhando e construindo, está se concretizando hoje e podemos ver nesse equipamento, que vai atender centenas de famílias do Distrito que necessitam do nosso apoio", disse.

O secretário municipal de Assistência Social, José Mário Antunes da Silva, falou sobre as parcerias com empresários e outras secretarias que têm como foco, valorizar as potencialidades dos moradores Distrito. "´São inúmeros cursos ofertados e parcerias que fazemos para descobrir os valores locais. Depois das capacitações e treinamentos, fazemos os encaminhamos para o mercado de trabalho junto com nossos parceiros. Tudo isso é possível devido a visão ampla e empreendedora do nosso prefeito, de beneficiar os menos favorecidos. Estamos aqui para atender à esta população mais vulnerável", afirmou

Já o subprefeito de Anhanduí, Ernesto Francisco dos Santos, destacou o trabalho que a gestão vem desenvolvendo no Distrito. "A implantação dessa unidade é muito importante para nosso crescimento. É uma gestão de compromisso com toda a sociedade", pontuou.

Filha do homenageado Ivo de Souza, Hilda Fernandes, disse que dar o nome do pai ao Cras foi um reconhecimento ao legado social do músico. "Estamos muito felizes e gratos. Meu pai nunca negou suas raízes e essa homenagem foi muito justa ao trabalho que ele sempre fez de ajudar ao próximo", destacou.

Estrutura

A unidade funciona em uma casa alugada na Rua Mississipi e passou por adequações para atender os usuários, como banheiros adaptados, bancada na cozinha e pintura externa. O espaço ainda conta com recepção, salas para atividades recreativas, administração, refeitório e uma ampla cozinha. Na área externa foram instalados brinquedos para as crianças que participam dos projetos de Convivência e Fortalecimento de Vínculos utilizarem quando as atividades presenciais forem retomadas. Antes da criação do Cras, os 4.267 moradores do Distrito contavam com um Centro de Convivência, que funcionava em outro endereço e oferecia o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

A superintendente de Proteção Social Básica da SAS, Inês Mongenot, ressaltou que havia a necessidade de ampliar a oferta dos serviços, contemplando um número maior de famílias atendidas.

Com a inauguração da unidade, a população terá acesso ao Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), que vai acontecer de forma remota, com atividades elaboradas pelos educadores sociais e disponibilizadas em grupos de WhatsApp ou via contato telefônico, além do Serviço de Proteção Social Básica no Domicílio para pessoas com deficiência e idosos.

Também será possível realizar ou atualizar a inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e concessão de benefícios sócio assistenciais, serviços que já eram realizados no Centro de Convivência.

Representante do Assentamento Três Corações, que conta com 160 famílias, Francisca Josefa Arguelho Lima, falou sobre a importância da implantação do Cras.  "Para nós é muito difícil ir até Campo Grande, agora ficou mais fácil quando precisarmos de outros serviços, como os cursos que poderão ser oferecidos", disse.

Objetivo

Os  Cras são uma unidade de Proteção Social Básica do Sistema de Assistência Social, que têm o objetivo de  prevenir a ocorrência de situações de vulnerabilidades e riscos sociais nos territórios, por meio de desenvolvimento de potencialidades e aquisições, do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, e da ampliação do acesso aos direitos de cidadania.

As unidades contam com uma equipe composta por assistente social, psicóloga, educador, entrevistador social, técnico de atividades socioculturais e equipe de apoio.