03 de agosto de 2021
Campo Grande 30º 14º

Professores aceitam proposta de 3,31% e greve deve ter fim

A- A+

O presidente do Sindicado campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública (ACP) Lucílio Nobre esteve na Câmara Municipal de Campo Grande durante sessão ordinária nesta quinta-feira (12). Usando a tribuna Lucílio disse que a categoria pretende encerrar a greve na próxima segunda-feira (16) e aceitar o aumento de 3,31% sugerido pelo Prefeito Alcides Bernal (PP), segundo o presidente esse índice está dentro da Lei 5411de 2014.

Lucílio fez questão de frisar que esse índice de 3,31% faz parte do piso nacional e está dentro da Lei, já o reajuste sugerido linearmente pelo prefeito em 5 de abril deste ano, 9,57% não estava dentro da Lei por este motivo não agradou os profissionais da educação.

Presidente da ACP Lucílio Nobre

“Ou seja, esses 3,31% está dentro da Lei diferente dos 9,57%, que era somente reajuste, e para nossa categoria não serve reajuste, porque nós temos uma Lei”.

O presidente disse ainda que ficou acordado que em fevereiro de 2017 será feita nova reunião com o Executivo para decidir sobre o restante da Lei. “Em 2017 o novo gestor, vai sentar com a categoria e estipular de que maneira esses índices serão aplicados, aí caberá à categoria continuar conversando com o Executivo, para tentar dentro do ano de 2017 chegarmos aos 100% do cumprimento da Lei”.

O projeto que favorece aos profissionais da educação em 3,31% chegou nesta quinta-feira (12) na Câmara Municipal, porém o presidente da Casa João Rocha (PSDB) retirou de pauta alegando que será feita uma análise jurídica no documento, pois segundo João Rocha a lei sofreu algumas modificações e antes de ser votado é preciso passar pelo crivo jurídico da Casa.

Mesmo não sendo votado nesta sessão o presidente do Sindicato já se antecipou dizendo que hoje acontece uma assembleia, mas o fim da greve dos professores já é certa e segunda-feira (16) as aulas serão restabelecidas.

“Independente de o projeto ser votado ou não nesta sessão, nós vamos apreciar. Em assembleia hoje à tarde iremos avaliar, se o que na Câmara for aquilo que a categoria deliberou vai ser contemplado e segunda-feira a guerra se encerra”.