18 de janeiro de 2021
Campo Grande 27º 22º

Projeto que incentiva regularização de dívida com EMHA será aprovado hoje, afirma prefeito

O prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte (PP) afirmou na noite de ontem que havendo quórum na sessão de hoje da Câmara de Vereadores da Capital, o projeto de lei do executivo nº 03/2014 que estabelece o PPI ( Plano de Pagamento Incentivado) será votado e aprovado. A declaração foi concedida durante assinatura de termo de doação de terreno para construção da Fadir (Faculdade de Direito) da UFMS.

"Conversei com mais de dez vereadores hoje (ontem), falei com presidente e vice-presidente e me passaram que amanhã (hoje) é totalmente possível haver quórum para que seja votado e aprovado o PPI", afirmou o prefeito. Olarte ressaltou a importância do projeto que permitirá aos mutuários da EMHA (Agência Municipal de Habitação) quitar dívidas com descontos à vista ou estender o número de parcelas.

Atualmente, conforme a diretora-presidente da agência, Marta Martinez, existe um débito de R$ 45 milhões que a prefeitura não recebe devido à falta de pagamento das parcelas referentes às moradias populares. Por isso, o PPI será uma importante ferramenta para aumentar a arrecadação da prefeitura que poderá reverter o montante em projetos da própria agência.

Olarte também destacou que com a aprovação do PPI, a prefeitura irá equilibrar as finanças. "O PPI será fundamental, nós precisamos disso urgentemente para equilibrar as contas da prefeitura", finalizou o prefeito.

Heloísa Lazarini