29 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 20º

Recreadores de Ceinfs aceitam reajuste de 8%, mas exigem redução e caga horária

Os recreadores dos Ceinfs (Centros de educação Infantil) de Campo Grande estão disposto a encerrar a paralisação, que teve início na manhã de hoje, e aceitar o reajuste salarial de 8% proposto pelo prefeito Gilmar Olarte (PP) desde que a carga horária seja reduzida para seis horas diárias. Hoje, os recreadores trabalham durante oito horas, e o prefeito havia proposto reduzir a jornada de trabalho diária para sete. Segundo a recreadora Gleice Ferreira, os recreadores lutam pela redução para seis horas porque é comum que eles esperam quase uma hora a mais até o fechamento do Ceinf devido a pais que atrasam para buscar os filhos. A profissional observa que além da reivindicação por melhores salários, hoje os recreadores recebem em me´dia R$ 891 sem benefícios, a categoria luta para que haja melhores condições de trabalho. "Por lei deve haver três recreadoras por turma de 25 crianças, eu até, ontem cuidava sozinha de 25 alunos. Ontem que chegou mais uma, mas ainda sim somos apenas em duas", explica Gleice.  Caso o prefeito, que irá se reunir com os recreadores nas próximas horas aceite a proposta, amanhã todos os Ceinfs da Capital terão suas atividades restabelecidas, afirma a recreadora. Heloísa Lazarini e Dany Nascimento