15 de junho de 2021
Campo Grande 28º 15º

CAMPO GRANDE

Segue para mesa de Marquinhos Trad Lei que proíbe fechamento de academias na pandemia

Prefeito pode vetar ou sancionar a Lei

A- A+

Aprovado hoje (6. maio) o Projeto de Lei nº 10.039/21 que torna atividade física como essencial em Campo Grande, segue agora para a mesa do chefe do Executivo municipal, Marquinhos Trad (PSD) que pode vetar ou sancionar o projeto. O texto é de autoria do vereador Professor Riverton (DEM), em parceria com os vereadores Edu Miranda (Patriota) e Papy (Solidariedade).  

A proposta visa impedir o fechamento total de academias e outros espaços similares devido a Covid-19. O texto limita ao Poder Público, apenas proceder com medidas limitação do número de pessoas presentes nos locais, de acordo com a gravidade da situação, devendo ser mantida a possibilidade de atendimento presencial.

Para justificar a medida, os vereadores citaram estudos brasileiros que anteriores que a atividade física também evita o agravamento da Covid-19. 

Na Casa de Leis o projeto obteve assinatura de todos os 29 parlamentares.  

Segundo os pesquisadores, durante os exercícios, os músculos liberam um hormônio chamado irisina, que tem poder de reduzir a produção de uma proteína que é responsável pelo transporte do vírus para dentro das células. 

“A prática de atividade física é fundamental para o enfrentamento a moléstias, principalmente o novo coronavírus. Além dos benefícios conhecidos, também deve-se destacar que as principais causas dos grupos de riscos são combatidas por aquela. Sendo assim, não resta a menor dúvida de que os adaptados que prestem tais serviços são essenciais para o enfrentamento ”, diz trecho da justificativa.

O vereador Riverton falou sobre a decisão abaixo: