16 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Greve na Saúde

SESAU espera posicionamento da Procuradoria do Município para se pronunciar sobre greve

Secretaria garante que exames não tiveram prejuízos, mas os exames ambulatoriais só funcionarão quando terminar a greve

A- A+

A assessoria da SESAU(Secretaria Municipal de Saúde) informou que as reivindicações dos técnicos em radiologia do município de Campo Grande, foram encaminhadas a Procuradoria do Município e que aguarda uma resposta para tomar uma posição com relação a essas solicitações. Porém, em ata da reunião com SINTERMS (Sindicato dos Técnicos, Tecnólogos e Auxiliares em Radiologia de Mato Grosso do Sul), em 24 de novembro de 2014, a categoria teve a garantia de uma funcionária do recursos humanos que em fevereiro de 2015 o adicional de insalubridade seria regulamentado para toda a prefeitura e não somente para SESAU.

Os exames de Raio X que seriam realizados entre hoje e quarta-feira serão transferidos para quinta-feira, segundo informou a assessoria de imprensa da SESAU, já que as reivindicações da dos técnicos em radiologia foram protocolados na última quarta-feira e hoje de manhã foi disparada uma greve da categoria que permanecerá até a quarta-feira se não houver negociações.

A assessoria da SESAU também informou que sempre teve aberta a negociações e as solicitações de insalubridade não é apenas dos técnicos em radiologia e sim de vários outros profissionais.

Com isso apenas os atendimentos de emergências serão atendidos, o que deverá causar transtornos na área ambulatorial, já que a fila de espera para o Raio X é uma das mais demoradas da saúde pública.

Na prática, a prefeitura espera que a greve acabe por si mesma, não atendendo as reivindicações dos profissionais, o que pode prolongar ainda mais o período de greve, gerando transtornos para a saúde pública mais uma vez.  O secretário de saúde, Jamal Salem encontra-se de férias mais uma vez, e o secretário adjunto Gilmar Trevisan é quem responde pela pasta neste momento.

Os manifestantes permanecem em frente ao prédio da Prefeitura até ás 17h de hoje, e amanhã seguem com a mobilização na Câmara dos Vereadores. Caso não haja um retorno da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Publica) até quarta feira haverá uma assembleia para decidir sobre a continuidade da greve.