12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Vereadores dizem que retorno de Bernal estabilizaria a Capital

A- A+

Os vereadores que pertenciam à base aliada do ex-prefeito de Campo Grande cassado, Alcides Bernal, estão confiantes diante da possibilidade de Bernal retornar para a prefeitura, já que o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), ministro José Cândido de melo Falcão Neto fará o julgamento do recurso de Bernal nesta semana.

O vereador Paulo Pedra (PDT) acredita que a resposta será positiva e destaca que será o momento de Campo Grande “voltar a se estabilizar”. “Tenho certeza que a Capital voltará a se estabilizar caso o juiz acate o recurso”.

Para a petista Thais Helena, caso Falcão acate o recurso de Bernal e anule a última decisão judicial que manteve a cassação do mandato do ex-prefeito, Campo Grande será restabelecida pelo progressista. “Acreditamos em uma resposta positiva e dessa forma, Campo Grande retorna a ordem natural das coisas”.

Sobre a crise financeira citada pelo atual prefeito da Capital, Gilmar Olarte, Thais destaca que com a saída de Bernal, Campo Grande ficou com R$ 654 mil em caixa. “Eu lembro muito bem que ao conceder entrevista para a imprensa, o Olarte dizia que não sabia como uma prefeitura tinha economizado tanto dinheiro assim e criticava a atitude do Bernal, mas ele conseguiu gastar todo o dinheiro que tinha em caixa e agora alega crise financeira”, diz Thais.

Concordando com as afirmações a petista, a vereadora Luiza Ribeiro (PPS) que também fazia parte da base do ex-prefeito destacou que acredita que dentro de alguns dias, Bernal voltará a administrar a Capital.

“A expectativa é muito positiva, acreditamos no retorno dele porque Campo Grande virou um verdadeiro caos. Temos como exemplo a quantidade de cargos comissionados nomeados pelo Gilmar Olarte, que se comprar com Cuiabá que tem 564 cargos comissionados, disparamos na frente, porque temos quase dois mil cargos e isso é um absurdo. Existe uma crise financeira devido a irresponsabilidade do atual prefeito”, finaliza a parlamentar.

O ex-prefeito foi cassado em 12 de março deste ano por 23 vereadores da Capital.

Dany Nascimento