27 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

Anuário Brasileiro de Segurança Pública aponta queda nos homicídios em MS

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Portal Polícia Civil Campo Grande (MS) – Os dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2013, divulgados oficialmente nesta terça-feira (5) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública revelam que a taxa de homicídios dolosos no País cresceu 7,8% entre 2011 e 2012. Porém, em Mato Grosso do Sul o cenário é outro e os índices apresentaram queda neste tipo de delito de 14,6 %. Já os latrocínios - roubo seguido de morte -, apresentaram incidência ainda menor, com redução de 27,1%. Com este percentual, o Estado se consolida como a terceira unidade da Federação que mais reduziu a incidência desse tipo de delito, ficando atrás apenas do Espírito Santo e Alagoas, que atingiram queda de 33% e 21,9%, respectivamente. Quando analisados os crimes violentos intencionais, que incluem homicídios dolosos, roubo seguido de morte, e lesão corporal seguida de morte, o Estado também obteve um resultado significativo, apresentando diminuição nos registros desses crimes de 13%, comparando com os anos de 2011 e 2012. Ao comentar a pesquisa, o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, avalia os bons índices obtidos como resultados da implementação de um trabalho focado na gestão e inteligência policial. “Em janeiro de 2011 instituímos no âmbito da Sejusp o programa de Redução da Criminalidade, chamado “Plano MS Forte Segurança”, que é uma ferramenta de gestão. E a partir daí, aliados aos investimentos do governo do Estado, ampliamos a utilização do conhecimento que produzimos, por meio dos Boletins de Ocorrências gerados pelo Banco de Dados Único [Sistema Sigo], analisando dados macros e também cidade por cidade do Estado”, detalhou Jacini.  “Nossa meta é reduzir os crimes que mais afligem a sociedade, direcionando ações para combater os crimes com morte e aqueles contra o patrimônio”, concluiu o secretário.  Outros dados Segundo documento, o Brasil gastou no ano de 2012 mais de R$ 61,1 bilhões com segurança pública, num incremento de quase 16% nas despesas realizadas em relação a 2011. Em nível estadual, os recursos para o custeio da segurança pública, considerada pasta prioritária para o administração estadual, também subiram, totalizando R$ 990.557.389,85, distribuídos entre policiamento, defesa civil e informações e inteligência em 2012, o que representa um aumento de 12,84% em relação a 2011.