25 de novembro de 2020
Campo Grande 34º 23º

'FAMÍLIA DO MAL'

Assassino de comerciante matou outro no Vila Nasser e indicou ossada

A família do suspeito participou do assassinato do comerciante para ficar com a casa dele

Leia também

• Família mata idoso, enterra nos fundos do quintal e fica com a casa em MS

Cleber de Souza Carvalho, de 43 anos, preso na madrugada desta 6ªfeira, por volta das 2h, no Bairro Campo Belo em Campo Grande, suspeito de matar o comerciante José Leonel Ferreira dos Santos, de 61 anos, e enterrar a vítima no próprio quintal, no bairro Vila Nasser, em 2 de maio. Também foram presas pelo homicídio e ocultação de cadáver, mulher e filha do suspeito. Cleber confessou outros 2 assassinatos e indicou à polícia onde estariam entrados os cadáveres. 

No Bairro Vila Nasser, além de Leonel, foi assassinado José Jesus de Souza, de 45 anos. Cleber indicou nesta manhã que havia enterrado, esta vítima, em uma área da Rua Ráza, no Bairro Sírio Libanês. A polícia foi até o local e encontrou o desaparecido em fevereiro. 

Ainda segundo Cleber, um outro corpo teria sido enterrado por ele às margens da Avenida José Barbosa Rodrigues, no Bairro Santo Amaro. A polícia foi até o local indicado, fez escavações mas o segundo cadáver não foi achado, mas a polícia segue com a procura. Uma retroescavadeira é utilizada para achar tentar achar o corpo. Este segundo corpo estaria desaparecido há pelo menos dois anos, segundo o delegado Carlos Delano, da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios.

PRESOS PELO CRIME 

Casa onde o corpo de Leonel foi enterrado. Foto: Henrique Kawaminami/Campo Grande News

O crime foi descoberto na 5ªfeira (7.maio), após o cadáver de Leonel ser encontrado enterrado em uma obra nos fundos do quintal da própria casa dele, na Rua Antônio Veloso, na Vila Nasser em Campo Grande. Ele foi assassinado na madrugada da 6ª-feira (1º.maio) para sábado (2.maio), segundo Yasmin Natasha Gonçalves Carvalho, de 19 anos, filha de Cleber de Souza Carvalho, de 43 anos. Ela confessou ter auxiliado o Cleber, e eles achavam que a vítima não tinha familiares na cidade, no entanto, Leonel tinha uma irmã.  

De acordo com a Delegacia de Homicídios (DH), Roselaine Tavares Gonçalves, de 40 anos, e a filha dela, Yasmin, foram presas em flagrante e indiciadas por ocultação de cadáver. Cleber de Souza Carvalho, de 43 anos, marido de Roselaine e pai de Yasmin, foi preso nesta madrugada de 6ªfeira (15.maio).  

*Com informações do Campo Grande News